@JORGE-V-(7)
A poesia musicada: do amor às questões sociopolíticas

Músico e cidadão, Jorge Vercillo mostrou mais uma vez que consegue fazer crítica social em formato de música e poesia

Em apresentação inédita aos curitibanos, o cantor Jorge Vercillo lançou sua nova música como uma contribuição política e reflexiva aos fãs. O “Silêncio na favela” é uma crítica ao tratamento social às pessoas que estão à margem da sociedade, provocando uma reflexão em quem ouve. Em alguns momentos do show, ele chamou atenção dos presentes ao falar do momento político tumultuado em que o Brasil se encontra atualmente, além de falar da importância da educação e da politização do povo para um desenvolvimento social.

[vsw id=”qxGAtJ7hY4o” source=”youtube” width=”425″ height=”344″ autoplay=”no”]

Durante a sessão interativa com os fãs, o cantor foi questionado sobre sua música “Avesso” que trata do amor entre dois homens. Sobre a letra da música, ele fala que já foi gratificado por alguns fãs e que a aceitação das diferenças é extremamente importante.

“Já ouvi coisas do tipo, ‘cara você ajudou a me resolver, eu sou grato por isso’. Eu fico feliz e honrado por isso, acho que nós somos uma coisa só, uma única família: humana. Está na hora de percebermos o quanto temos a ganhar com as nossas diferenças (diferenças étnicas, raciais, de crença), nossas diferenças são nossas riquezas. E o Brasil, segundo sociólogos e antropólogos, dá aula dessa aceitação de diferenças para outros países”, disse.

O cantor ainda recorreu a alguns filósofos e antropólogos, como Jorge Mautner, e fez um comparativo do Brasil com outras culturas. “Enquanto as culturas anglo-saxônicas querem distância do que é diferente, o tupi guarani quer pesquisar, quer dizer ‘vem aqui, o que você tem diferente?”.

Preparamos uma mini playlist com algumas músicas tocadas no show, confira!

Confira a reportagem completa!

1 comentário to “A poesia musicada: do amor às questões sociopolíticas”
  • marcelo senra
    1 de junho de 2014 -

    Parabéns pela matéria!!! Show de bola. Artistas como Vercillo precisam ser vistos e respeitados pela sua arte. Grande abraço à galera do portal Comunicare!