Éderson fez o gol atleticano na partida / Foto: Divulgação Atlético
Atlético não joga bem e só empata contra o Fluminense

Rubro Negro saiu na frente mas cedeu empate

Gabriel Sawaf

Éderson fez o gol atleticano na partida / Foto: Divulgação Atlético

Éderson fez o gol atleticano na partida
Foto: Divulgação Atlético

O Atlético recebeu o Fluminense nesta quarta-feira (11), na Vila Capanema. Visando voltar a vice-liderança da competição, o Furacão saiu na frente, mas acabou cedendo o empate no final do primeiro tempo. Agora o Rubro Negro pode ver Cruzeiro, Grêmio e Botafogo abrirem vantagem. O próximo compromisso atleticano será no sábado, contra a Raposa, que é líder do campeonato.  Já o Tricolor carioca recebe a Portuguesa, também no sábado, no Maracanã.

Atlético faz, mas sofre gol do final

O jogo começou movimentado, o Atlético foi para cima logo no começo, mas não conseguia concluir. O primeiro lance de perigo foi dos visitantes: a zaga carioca roubou a bola e Rhayner foi lançando, saiu cara a cara com Weverton, mas chutou para fora.

A famosa frase “quem não faz leva” pode ser aplicada logo depois, quando Léo cruzou e Éderson acertou um belo chute de primeira, Cavalieri chegou a tocar na bola, mas ela morreu no fundo da rede. O Rubro Negro ainda assustou com Éderson, Paulo Baier e Everton, quase ampliando o marcador.

O técnico Wanderley Luxemburgo notou que sua equipe estava sendo dominada, e decidiu colocar o atacante Biro Biro no lugar de Willian ainda na primeira etapa. Uma substituição ousada que deu certo. O atacante foi lançado e sofreu falta de Léo. Na cobrança, Rafael Sóbis caprichou e empatou o jogo.

Jogo fica morno e Cavalieri salva o Fluminense

O Atlético voltou para a segunda etapa disposto a sair com a vitória. Nos 10 minutos iniciais, o Rubro Negro perdeu chances com Luiz Alberto e com Marcelo, este duas vezes. O Furacão teve mais uma chance com Dellatorre, que parou em Cavalieri, que estava em noite inspirada. Do outro lado, o Tricolor tentava surpreender no contra golpe, mas Léo e Maranhão faziam bem a cobertura.

Depois, o jogo ficou fechado. Sem muitas chances para os dois lados, o fim da partida foi marcado por muita cera pelo lado carioca. E o empate permaneceu.

Mancini exalta boa fase, mesmo com tropeço

Para o treinador atleticano Vagner Mancini, o empate era algo que o time não esperava. “A gente esperava vencer. Lógico que o futebol tem o empate também e a gente fica chateado com ele”, declarou o treinador. Mas o comandante destacou que o time está em boa fase, e o que era uma surpresa agora é uma realidade. “Nós viemos lá de baixo, uma equipe que era surpresa, agora é realidade”, finalizou Mancini.

 

Ficha técnica 

Atlético/PR 1 x 1 Fluminense

Local: Estádio Durival de Brito, Curitiba, Paraná, Brasil.

Público/Renda: 12.797 presentes/R$ 147,910,00.

Árbitro: Fabrício Neves Corrêa (RS)

Atlético/PR: Weverton, Léo, Manoel, Luiz Alberto e Zezinho (Maranhão); Bruno Silva (Felipe), João Paulo, Everton e Paulo Baier (Dellatorre); Marcelo e Éderson. Técnico: Vagner Mancini

 Fluminense: Cavalieri, Bruno, Gum, Anderson e Carlinhos; Edinho, Willian (Biro Biro), Rafinha (Felipe) e Wagner; Rhayner e Rafael Sóbis (Eduardo). Técnico: Wanderley Luxemburgo

Amarelos: Léo, Zezinho e Felipe (Atlético); Rafinha e Felipe (Fluminense);

Gols: Éderson (Atlético); Rafael Sóbis (Fluminense).

 

Fechado para comentários.