Éderson fez dois dos três gols que deram a classificação ao Atlético-PR
(Foto: Gustavo Oliveira/Reprodução/Site Oficial)
Atlético-PR goleia Palmeiras e está nas quartas da Copa do Brasil

Rubro-negro demonstrou superioridade em campo e agora aguarda resultado da partida entre Internacional e Salgueiro

Michel de Alcântara

Na segunda partida válida pelas oitavas de final da Copa do Brasil, o Atlético-PR não tomou conhecimento do Palmeiras e ganhou pelo placar de 3 a 0. O resultado demonstrou a superioridade durante todo o jogo por parte do Furacão. Enquanto o time da casa buscou a vitória, os palmeirenses entraram tentando segurar o resultado, o que não deu certo.

O Atlético-PR espera agora o resultado do jogo entre Internacional e Salgueiro. O time gaúcho ganhou o primeiro jogo por 3 a 0 e tem a vaga bem encaminhada.

No final de semana, as duas equipes voltam a jogar pelo campeonato nacional. Na série A, o rubro-negro viaja até Recife para enfrentar o lanterna Náutico. Já o Palmeiras, pela série B, viaja até Fortaleza, onde enfretará o Ceará.

Domínio rubro-negro

Precisando fazer pelo menos um gol para ir aos pênaltis, o Atlético-PR começou pressionando o Palmeiras, que jogou recuado praticamente o primeiro tempo inteiro. O Furacão teve o time muito presente no ataque, mas não conseguia furar o bloqueio palmeirense. Com esse cenário, o jogo ficou concentrado no meio, com muita marcação e poucas jogadas criadas, ainda mais com Paulo Baier bem marcado. E as mais perigosas eram pelo lado esquerdo.

O time paulista apostava nos contra-ataques. E com o tempo passando, a pressão do time de Vagner Mancini começou a cair e o Palmeiras ganhou um pouco mais de campo, mas não durou muito. Após uma cobrança de lateral, a bola sobrou dentro para o artilheiro Éderson, que de costas faz o primeiro gol do rubro-negro. Mais um vez o camisa 77 mostrou faro de gol. O domínio atleticano continou, mas poucas chances apareceram. O primeiro tempo terminou com a justa vitória do Atlético-PR, que buscou o resultado desde o começo e o Palmeiras quis apenas se defender.

A conquista merecida

E o segundo tempo continou com o domínio do Atlético. O time continuou buscando a vitória e começou a encontrar mais espaços. Paulo Baier apareceu mais para o jogo e as possibilidades cresceram para o time paranaense. O Palmeiras permaneceu com a mesma postura, esperando um contra-ataque e demonstrou pouca vontade para buscar um empate.

Vendo que Dellatorre não estava bem em campo, Vagener Mancini coloca Marcelo e o rubro-negro ganha em qualidade no ataque. Merecidamente, o segundo gol veio aos 21. Após chute de Éderson, Fernando Prass faz grande defesa e a bola sobra livre para o camisa 10 atleticano, que, com grande categoria, aumenta o placar.

Com o gol, o time paulista se abateu e o Furacão cresceu ainda mais. Aos 33, Marcelo ganha na corrida do zagueiro Henrique e cruza na área para Éderson, que empurra a bola para o fundo das redes e definindo a classficação atleticana. O Atlético só administrou o resultado até o final e conquistando uma vitória mais do que merecida.

Éderson fez dois dos três gols que deram a classificação ao Atlético-PR (Foto: Gustavo Oliveira/Reprodução/Site Oficial)

Éderson fez dois dos três gols que deram a classificação ao Atlético-PR
(Foto: Gustavo Oliveira/Reprodução/Site Oficial)

Ficha Técnica:

Local: Vila Capanema 
Público Pagante: 10.789
Público Total: 11.908
Renda: R$ 208.320,00
Arbitragem: Ricardo Marques Ribeiro (MG), auxiliado Altemir Hausmann (RS) e Kleber Lucio Gil (SC).

Palmeiras:
  Fernando Prass; L. Felipe, Henrique, Vilson e Juninho (Caio); Marcio Araujo (Fernandinho), Charles (Roni), Wesley e Mendieta; Leandro e Alan Kardec. Técnico: Gilson Kleina.

Atlético-PR: Weverton; Léo (Jonas), Manoel, Luiz Alberto e Pedro Botelho (Willian Rocha); João Paulo, Zezinho, Paulo Baier e Everton; Dellatorre (Marcelo) e Ederson.Técnico: Vagner Mancini.

Cartões amarelos: Léo e Zezinho (Atlético-PR); Fernandinho (Palmeiras).

Fechado para comentários.