Atlético-PR marca no começo e garante vitória

Furacão faz o dever de casa, vence e segue no G-4
Daniel Malucelli

Neste domingo (13), o Atlético-PR recebeu a Portuguesa, na Vila Capanema, em Curitiba. A vitória do Furacão foi pelo placar mínimo, mas o resultado foi de extrema importância. Isso porque as equipes que estão atrás na briga para entrar no G-4 venceram seus jogos. Internacional e Goiás jogaram em casa e fizeram como o Furacão. O Vitória venceu o Coritiba no sábado, em Salvador.

Consolidado na zona de classificação para a Libertadores, o Atlético chegou aos 48 pontos, apenas um atrás de Grêmio e Botafogo, terceiro e segundo colocado, respectivamente.

Um é o suficiente

Os torcedores que se atrasaram na noite de tempo agradável em Curitiba, perderam o único gol do jogo. Logo aos 2 minutos, Paulo Baier aproveitou a bobeira da zaga e deu um toque de primeira, meio desajeitado, que achou Marcelo sozinho na cara do gol. O atacante não perdeu e tocou no canto direito do goleiro Lauro. 1 a 0.

Gol cedo deu tranquilidade ao time e a torcida Foto: Site Oficial Atlético-PR

Gol cedo deu tranquilidade ao time e a torcida
Foto: Divulgação / Site Oficial Atlético-PR

O gol deu tranquilidade para o Rubro-Negro. Dominando as ações no meio campo o time paranaense criou as melhores oportunidades no jogo.

A Lusa chegou com perigo pela primeira vez apenas aos 22 minutos do primeiro tempo. Henrique fez um bom giro sobre Luiz Alberto e bateu forte e rasteiro, obrigando Weverton a fazer uma linda defesa. Dois minutos depois o próprio atacante teve mais uma chance de cabeça para a Portuguesa, que começava gostar do jogo.

Nem ai…

Paulo Baier foi um dos destaques do jogo. Mesmo após o presidente do clube dar declarações polêmicas a respeito do ídolo, dizendo que talvez não renovaria seu contrato, Baier mostrou que não se afetou com a polêmica.

O meia cobrou faltas perigosas, ditou o ritmo no meio campo e deu a assistência no gol. Ele quase marcou o dele, em uma cabeçada a queima roupa, dentro da pequena área. Lauro fez uma defesa de puro reflexo, que tirou um “uhh” da torcida atleticana.

O jogo seguiu com bolas aéreas perigosas, mas os cabeceios não acertavam o alvo. No fim do jogo não faltou emoção. O goleiro artilheiro Lauro, famoso por fazer gols de cabeça em finais de jogo, foi até a área do Furacão para tentar surpreender. A zaga comandada por Manuel, conseguiu impedir e ainda armou um contra-ataque, em que Douglas Coutinho quase fez. No fim, permaneceu apenas o gol de Marcelo, e o Atlético conquistou uma importante vitória.

Marcelo marcou o seu quinto gol neste Brasileirão  Foto: Site Oficial Atlético-PR

Marcelo marcou o seu quinto gol neste Brasileirão
Foto: Site Oficial Atlético-PR


FICHA TÉCNICA

ATLÉTICO-PR 1X 0 PORTUGUESA
Local:
 Vila Capanema, em Curitiba (PR)

Trio de arbitragem: Dewson Fernando Freitas da Silva, auxiliado por Neuza Ines Back e Cleriston Clay Barreto Rios
Público pagante: 9.647
Gol: Marcelo (Atlético-PR), aos 2min do primeiro tempo

Cartões amarelos: Luiz Alberto e Marcelo (Atlético Paranaense); Valdomiro e Moisés (Portuguesa)

 

ATLÉTICO-PR:
Weverton; Léo, Manoel, Luiz Alberto e Pedro Botelho; Deivid e João Paulo; Marcelo (Douglas Coutinho), Paulo Baier e Zezinho (Marco Antônio); Éderson (Roger)
Técnico: Vágner Mancini

PORTUGUESA:
Lauro; Luis Ricardo, Moisés Moura, Valdomiro e Rogério; Corrêa (Jean Mota), Bruno Henrique, Moisés e Souza (Héverton); Bérgson e Henrique (Wanderson)
Técnico: Guto Ferreira

Fechado para comentários.