Expectativa dos bares e restaurantes é aumentar com o público que irá comparecer nos quatro jogos do Mundial
(Foto: Pedro Melo)
Bares e restaurantes se preparam para a Copa do Mundo

Donos dos estabelecimentos esperam público maior nos dias de jogos

Por Leonardo Dulcio e Pedro Melo

A partir do dia 12 de junho, o Brasil irá parar para acompanhar a Copa do Mundo, que pela segunda vez na história será sediada no país. Serão 32 dias de competição e 11 deles em Curitiba e os comerciantes em volta da Arena da Baixada estão otimistas com a vinda de turistas nas próximas semanas, mesmo com a restrição na região em dias de jogo.

Odete Machado, dona do restaurante Rabo de Peixe, localizado na Avenida Getúlio Vargas bem próximo a Arena da Baixada, aguarda com ansiedade o início do Mundial de Futebol, e conta que vem se preparando para poder atender os turistas estrangeiros.

Expectativa dos bares e restaurantes é aumentar com o público que irá comparecer nos quatro jogos do Mundial (Foto: Pedro Melo)

Expectativa dos bares e restaurantes é aumentar com o público que irá comparecer nos quatro jogos do Mundial
(Foto: Pedro Melo)

“A gente se adequou um pouco. Fizemos cardápios em inglês, cardápios em espanhol e na cozinha também nós já estamos preparados, fizemos o maior estoque desde mercadorias, utensílios e os funcionários também estão sendo treinados. Temos garçons que falam inglês e espanhol. Então, eu estou preparada”, afirmou a dona do restaurante.

A responsável pelo Bar do Alemão, localizado na Rua Brasílio Itiberê, em frente a Arena, Shirley Rietow, espera que o público que vá acompanhar as partidas da Copa em Curitiba passe pelo Bar.­

“A demanda aumenta, o movimento aumenta, pessoas que já estão na região e que vem de fora justamente para conversar como é o movimento em dias comuns, então, com certeza a espera é que o volume aumente bastante”, declarou Shirley.

Mesmo com a restrição de público a apenas torcedores que tiverem ingressos e aqueles que se cadastraram na prefeitura, a responsável pelo bar acredita que algumas pessoas passarão horas antes na região apenas para visitar a Arena pelo lado de fora. “Tem pessoas que vão ficar dias em Curitiba e acredito que sairão de manhã para conhecer a região, em torno da Arena. Esse volume já vai ser muito grande”.

O diretor executivo da Associação dos Bares e Restaurantes do Paraná (Abrasel-PR), Luciano Bartolomeu, comenta que a Abrasel treinou os colaboradores para estarem preparados. “A gente está treinando desde 2011 os bares e restaurantes com vários cursos em inglês e área de segurança de alimentos. Nós treinamos mais de dois mil colaboradores”.

A expectativa do Ministério do Turismo é que cerca de quinhentas mil pessoas passem pela região da Arena durante os quatro jogos na capital paranaense, sendo cem mil estrangeiros e quatrocentos mil brasileiros.

Fechado para comentários.