5
Fotografias da Bauhaus em exposição

Cem fotos de artistas da escola Bauhaus estão expostas no MuMa

Natália Moraes

Chega à Curitiba a exposição “bauhaus.foto”, no Museu Municipal da Arte, que reúne cem obras de fotógrafos da Bauhaus, escola alemã. As fotos foram selecionadas do acervo do Museu de Design de Berlim, que reúne mais de 40 mil fotos, pela curadora Anja Guttenberg.

A professora de História da Arte da PUCPR, Juliana Sousa, explica “a Bauhaus pode ser considerada a primeira escola de design pois ao viabilizar um espaço de criação e experimentação com artistas de diferentes áreas para atender a demanda de diferenciação nas indústrias, criou também a união entre a funcionalidade dos objetos e a estética das artes. Ou seja, projetos industriais e arquitetônicos com diferenciações estéticas e funcionais cujo foco centrava no conforto, prazer e adaptações ao homem.”

Entre os fotógrafos estão os nomes de Lucia Moholy, László Moholy-Nagy e T. Lux Feininger.

“Quando entrei na exposição e vi todas aquelas fotografias, o primeiro sentimento que tive foi de decadência alheia. É um tanto quanto perturbador comparar a Bauhaus na época de Walter Gropius e os 4 últimos anos da escola. Os conceitos que a escola aplicava antes já não eram os mesmos. Nos primeiros anos ela tinha um foco social, e projetava produtos modernos com fácil acesso para pessoas com pouco dinheiro”, conta o desenhista Andrei Ferreira. “De qualquer modo, foi interessante ver essa decadência registrada de forma tão bonita e espontânea como é a fotografia”, conclui.

Para o aluno de Design, Arthur Lobo, as fotos possuem um teor criativo e divertido. “As fotos que mais gostei foram retratos de alunos que estudaram na Bauhaus. Além de explor ângulos inovadores, são divertidas. Fazem você mergulhar no tempo em que elas foram tiradas e querer fazer parte do movimento”. Ele afirma que não é sempre que recebemos exposições como essa. “Todos que se interessam por arte, fotografia, arquitetura e design devem aproveitar oportunidades como essa para expandir seu repertório.”

A programação vai de 17 de outubro a 15 de dezembro. O MuMA abre as terças a domingos, das 10h as 19h. A entrada é gratuita.

Fechado para comentários.