Brasil sai atrás, mas vence a Croácia de virada por 3 a 1 na estreia
Brasil sai atrás, mas vence a Croácia de virada por 3 a 1 na estreia

Seleção não jogou bem e contou com pênalti duvidoso para bater adversário

Por Michel Alcantara 

Sete anos após a confirmação do Brasil como sede da Copa do Mundo, a seleção finalmente fez sua estreia contra a Croácia, na Arena Corinthians, com um público superior a 62 mil pessoas. E não poderia ser melhor. Apesar do jogo difícil contra os croatas, os brasileiros conquistaram a vitória por 3 x 1.

O esperado nervosismo pelo primeiro jogo apareceu e a seleção dos Bálcãs não se intimidou por jogar contra o pentacampeão e na casa do adversário. Logo no começo, a Croácia saiu na frente com gol contra do lateral Marcelo. Mas o craque Neymar apareceu e marcou dois gols, um na primeira etapa e outro de pênalti no segundo tempo. Oscar selou a vitória marcando no final da partida.

Mas não foram só os jogadores os destaques do jogo. O árbitro japonês Yuichi Nishimura apareceu negativamente na partida, principalmente no lance em que marcou pênalti em cima de Neymar. Os croatas reclamaram muito durante a partida.

A seleção brasileira volta para Teresópolis, onde faz seus treinamentos para a Copa. Domingo (15) viaja até Fortaleza, cidade que receberá na terça-feira (17) o segundo jogo do Brasil, contra o México. Os mexicanos fazem sua estreia hoje (13), contra Camarões.

Gol contra e ansiedade

Com o nervosismo da seleção brasileira, quem teve a primeira grande chance foi a Croácia. Logo aos 06, Perisic cruza bola na área e Olic cabeceia para fora. A segunda chance foi novamente da Croácia, que dessa vez não perdoou. Novamente pela lateral, mas pela esquerda, Olic se livra da marcação e cruza na área, Jelavic fura e a bola desvia em Marcelo, morrendo no fundo do gol. O placar a favor da Croácia coroou o bom futebol da seleção europeia no começo do jogo.

Mas os croatas foram recuando aos poucos e a seleção brasileira dominou o jogo e colocou muita pressão no adversário. A posse de bola passou dos 60% e a exemplo da Croácia, o Brasil explorou muito as laterais, principalmente pelo lado direito, mas sem efetividade. O nervosismo afetava até Neymar, que acabou levando amarelo, após deixar o braço no rosto de Modric. Mas o craque da seleção canarinho resolveu aparecer positivamente. Após insistência de Oscar, ele passa para Neymar no meio campo, que avança e arrisca chute rasteiro, fazendo a bola chegar à trave e balançar as redes, empatando a partida.

O gol deu tranquilidade para os brasileiros e fez o camisa 10 aparecer mais no jogo. Oscar foi o destaque do primeiro tempo, aparecendo na jogada do gol e em outros lances que levaram perigo. Pelo lado croata, Olic foi o jogador mais eficiente, mostrando muita velocidade, mesmo com 34 anos.

Polêmica e virada

O segundo tempo não foi no mesmo ritmo da primeira etapa. Tentando esfriar o jogo, os croatas tocavam a bola em seu campo. O técnico Niko Kovac colocou Brozovic para reforçar a marcação. O Brasil tentava pressionar a saída de bola, mas quando a possuía, errava muitos passes, prejudicando tecnicamente a partida. Buscando o segundo gol, o Brasil deixava alguns espaços, que não eram aproveitados pelo adversário. Na tentativa de melhorar o desempenho ofensivo, o técnico Felipão colocou Bernard no lugar de Hulk, figura apagada na partida.

O jogo parecia caminhar pelo empate, quando aos 24, em lance polêmico, Fred, sumido até então, caiu na área e o árbitro Yuichi Nishimura assinalou penalidade em cima do camisa 9 brasileiro. Na sequência, Neymar foi para a cobrança, o goleiro Pletikosa ainda desviou, mas a bola entrou. Foi a virada do Brasil e o segundo gol do camisa 10. O gol mudou o cenário da partida, dando mais tranquilidade para os brasileiros. Já os croatas partiram para cima. Felipão, então, colocou Hernanes no lugar de Paulinho, para dar gás novo a marcação.

Com o time todo no ataque, a Croácia pressionou e criou boas chances para empatar, mas parou em Julio César. E com tantos espaços, aos 45, Oscar arranca no meio, passa pelos marcadores e chuta de bico, finalizando o placar em 3 x 1 para os donos da casa.

Neyma e Marcelolic são.   (Foto: Pedro Melo)

Neymar e Marcelo foram os destaques da seleção, junto com Oscar (Foto: Pedro Melo)

 

BRASIL 3 X 1 CROÁCIA

Data: 12 de junho de 2014
Horário: 17h
Local: Arena Corinthians, São Paulo (SP)
Árbitro: Yushi Nishimura (JAP)
Assistentes: Toru Sagara e Toshiyuki Nagi (JAP)
Cartões amarelos: Neymar, aos 25 minutos do 1° tempo (Brasil); Corluka, aos 19 minutos do 2° tempo, e Lovren, aos 28 minutos do 2° tempo (Croácia)
Gols: Marcelo (contra), aos 10 minutos do 1° tempo (Croácia); Neymar, aos 28 minutos do 1° tempo e aos 25 minutos do 2° tempo, e Oscar, aos 45 minutos do 2° tempo (Brasil)
Público: 62.103 pessoas

BRASIL: Júlio César; Daniel Alves, Thiago Silva, David Luiz e Marcelo; Luiz Gustavo, Paulinho (Hernanes) e Oscar; Neymar (Ramires), Hulk (Bernard) e Fred
Técnico: Luiz Felipe Scolari

CROÁCIA: Pletikosa; Srna, Corluka, Lovren e Vrsaljko; Perisic, Kovavic (Brozovic) , Rakitic e Modric; Olic e Jelavic (Rebic)
Técnico: Niko Kovac

Fechado para comentários.