Dois castramóveis percorrem os bairros de Curitiba oferecendo serviço gratuito de castração.
Castramóvel dobra meta de atendimento para este ano

Prefeitura e empresas terceirizadas prestam serviço gratuito de castração em Curitiba

Por  Victoria Bittencourt

O Castramóvel, projeto que faz castrações gratuitas em Curitiba e que realizou 7 mil procedimentos apenas no ano passado, tornou-se um programa permanente e ampliou a meta para 15 mil cirurgias por ano. Segundo a Prefeitura de Curitiba, somente em 2017, o Castramóvel passou a funcionar em maio e castrou cerca de 1.310 animais.

A iniciativa existe desde 2014 e se mantém através do apoio da Rede de Defesa e Proteção Animal da Prefeitura Municipal e de empresas terceirizadas. O objetivo do trabalho é melhorar as condições de vida para a fauna da cidade, diminuindo o número de cães e gatos nas ruas curitibanas.

A médica veterinária Dirciane Floeter, uma das responsáveis pelo Castramóvel, explica que, primeiramente, os animais são avaliados e os donos devem preencher um formulário presente no site da Rede de Proteção AnimalÉ necessário conferir se o animal se encaixa em todas as regras presentes, como ter entre 5 meses a 8 anos de idade.

O médico veterinário responsável pelo Castramóvel, Murilo Daniel Lagro, conta que, antes de os donos levarem o animal para a castração, é realizada uma avaliação prévia dos que já estão cadastrados pela Prefeitura, para ver se há aptidão física. Logo após, é aplicado um pré-anestésico e, minutos depois, o animal é encaminhado para o centro cirúrgico.

Lagro afirma que castração tem duração de, no máximo, 20 minutos nas fêmeas e de 10 minutos nos machos. Após a conclusão do procedimento, o animal é levado para a sala de recuperação, e, caso a cirurgia seja concluída com sucesso, o animal já pode ser encaminhado para os donos. Segundo o veterinário, “o procedimento não é complicado. É simples, porém exige cuidado, pois estamos lidando com vidas”.

Atualmente, o Castramóvel atende animais cujos donos recebem algum benefício do Governo, como o Bolsa Família, Armazém da Família e programas da Fundação de Ação Social (FAS).

 

Estudante castra gato por meio do programa

A estudante Fabíola Saskoski, 19 anos, é dona do gato siamês Luke. Ela ficou sabendo da castração através de uma conhecida que trabalha na área.  Fabíola aprova a ação da Prefeitura ,já queLuke, o siamês de 1 ano e 8 meses, fez a castração há mais de um ano e não teve complicações após o tratamento., segundo ela, ajuda a prevenir o aumento de animais de rua na cidade. “Acredito que a iniciativa da prefeitura é ótima, afinal em todas as vezes que eu fui castrar meus animais, havia diversas ONGs  que acolhem bichinhos da rua e castram para que eles não multipliquem os animais que estão ali”.

Fabíola admite que, apesar de o trabalho ser eficiente, a divulgação precisa melhorar. “O processo não é muito divulgado e de fácil acesso, uma vez que eu só tive o conhecimento dessas ações porque uma conhecida trabalha na área”.

 

Passo a passo para participação no programa:

  1. Acesse o site da Rede de Proteção Animal;
  2. Clique na área de Castração, no canto inferior direito e, em seguida, no link para o formulário de inscrição;
  3. Informe o CPF para iniciar o cadastro;
  4. Preencha corretamente seus dados e dos animais;
  5. Informe a forma de inclusão: Armazém da Família; Bolsa Família; ONG-Proteção Animal ou Protetor Independente;
  6. Envie o formulário e anote o protocolo gerado (cada animal inscrito terá um número de protocolo);
  7. Assim que possível, compareça à Rua da Cidadania da sua Regional para validação, portando RG, CPF e comprovante do benefício;
  8. O agendamento do procedimento será feito pela Rede de Proteção Animal por contato telefônico.

 

 

O mapa mostra as áreas de curitiba pelas quais o Castramóvel já passou, onde está, as programadas e as que ainda há de passar.

O que é a castração? E qual a importância?

Fonte: Prefeitura de Curitiba

A castração ou esterilização é uma pequena cirurgia que impede a procriação de cães e de gatos. Ela é eficaz e ajuda no controle populacional de animais, sendo uma opção mais humanitária do que o extermínio (muito utilizado no Brasil).

O procedimento pode ser realizado em filhotes a partir do 3º meses de vida. Além de prevenir a reprodução, em muitos casos, após a cirurgia os animais ficam mais calmos e tranquilos. Outras vantagens da operação:

  • Evita doenças futuras do aparelho reprodutivo dos machos e fêmeas;
  • Diminui a quantidade de cães de rua, tanto para o bem estar animal quanto para o bem estar social;
  • As fêmeas não entram mais no cio;
  • Os machos param de ir atrás de fêmeas no cio.

A recuperação da castração dura de 7 a 10 dias, e durante esse tempo o animal deve ser mantido em repouso, ser medicado e fazer o uso de uma roupa cirúrgica.

Veja como fazer a roupinha para o seu animal sem sair de casa:

#FaçaVocêMesmo

Cartilha ensina passo a passo de como fazer uma roupinha cirúrgica para os bichinhos pós-operados.

Fechado para comentários.