Centro de Idosos da Praça Ouvidor Pardinho agrada a população
Centro de Idosos da Praça Ouvidor Pardinho agrada a população

A grande lista de espera é devido à qualidade das atividades oferecidas

Por Letícia Zan

foto praça

A praça conta com a disponibilidade de atividades ao ar livre também

Localizada no Bairro Rebouças, a Praça Ouvidor Pardinho é reconhecida principalmente por abrigar um dos Centros de Atividades para Idosos (CATI). As atividades oferecidas são ginástica, hidroginástica, caminhada orientada e alongamentos. Existem em torno de 800 alunos e a fila de espera ultrapassa os 1200 candidatos.

Frequentadora da praça há mais ou menos um ano, a aposentada Sirley Pereira Barros, 59 anos, conta que acha o local muito bem cuidado e familiar, e aprova os exercícios oferecidos aos idosos. “Comecei a vir aqui para fazer a ginástica e a hidroginástica, faço aulas ás terças e quintas-feiras e também me exercito na academia ao ar livre daqui. Para mim, as atividades além de entretenimento são qualidade de vida, eu me exercito e faço amigos, isto é muito bom”, afirma.

Simone de Melo Silva Cordeiro, professora e coordenadora do CATI Ouvidor Pardinho, explica como são realizadas as atividades. “A hidroginástica é somente para pessoas que tem encaminhamento médico da Unidade de Saúde a que elas pertencem para esta atividade. É feito uma ficha e é colocado na lista de espera. Para ginástica e alongamento é necessário trazer um atestado de aptidão física que pode fazer a atividade, esse não tem lista de espera. E a caminhada orientada aqui na praça é para qualquer pessoa que se interesse, tem um professor que caminha junto e faz alongamento, é para um idoso, por exemplo, que nunca fez uma atividade, mas quer começar”, comenta.

O horário de funcionamento do CATI é das 7h às 21h, as aulas são de aproximadamente uma hora. Na hidroginástica as aulas são duas vezes por semana, já a ginástica são turmas de três e duas vezes por semana, alongamento são duas vezes por semana e caminhada três vezes por semana.

Lista de espera

A atividade mais procurada no CATI da Praça Ouvidor Pardinho é a hidroginástica. Segundo a coordenadora Simone, na lista de espera tem, mais ou menos, 1200 pessoas. A lista é atualizada todo mês e a cada três meses ela é feita novamente. “No começo de janeiro nós chamamos 80 pessoas e agora final de março vamos chamar provavelmente umas 40, mas depende muito das vagas que abrem. Nós temos 25 turmas de hidro aqui, mas não comportamos toda a população. Então nós temos a piscina do Cajuru, da Cidade Industrial (CIC), Bairro Novo, e do Boqueirão e a fila está sendo regionalizada. Continuamos com a fila aqui, mas agora as pessoas vão ter que começar a procurar a sua regional pra tentar diminuir esse fluxo, todos que estão na fila têm encaminhamento médico, então nós precisamos atendê-los”, diz.

Pessoas com mais de 80 anos, ou com caso de pós-cirúrgico, têm prioridade. Mas a coordenadora explica que uma pessoa mais nova pode ser chamada antes para as aulas de hidro. “A noite são chamadas as pessoas mais jovens, abaixo de 60 anos, e durante o dia, pessoas acima de 60 anos. Então, se abrir uma vaga à noite, vamos chamar pessoas mais jovens”, explica.

Em relação às atividades, Simone explica que as turmas vão ficando quase homogêneas já que a pessoa quando chega faz uma aula de adaptação e depois é encaminhada para a turma em que mais se encaixa. “Os professores possuem uma chamada e sabem exatamente o que cada um tem, para melhor avaliar. Não existem aulas diferenciadas, mas o professor sabe se a pessoa tem alguma dificuldade, por exemplo”, finaliza.

 

Fechado para comentários.