Foto: Marcelo Horn/ GERJ/ Fotos Públicas
Cinco cuidados para evitar que seu pet sofra no Verão

O verão ainda não chegou mas o calor já esta intenso, saiba quais os cuidados você deve ter com a saúde do seu pet

Por Virgínia Freitas

O Verão ainda não começou, mas o calor em Curitiba está intenso e também afeta os bichos de estimação, que sofrem com as altas temperaturas. Por isso, nesses dias, os cuidados com os pets devem ser redobrados. O Portal Comunicare listou cinco dicas, elaboradas pela médica veterinária Jhennifer Lee Cham, para que seu pet se mantenha refrescado e prevenido contra o mal-estar causado pelo calor.

1. Ter uma área coberta que propicie sombra, no caso de cachorros que ficam fora de casa. Também se deve deixar bastante água disponível para o animal e mantê-la sempre limpa e na sombra, para que fique fresca;

2. Tosar o pelo do cão para proporcionar uma sensação de frescor;

3. Manter o ambiente sempre limpo e evitar deixar fezes acumuladas, principalmente no calor, pois o cheiro atrai moscas e causa incômodo ao bicho;

4. Não passear com o cão nos horários mais quentes do dia. O recomendado é passear de manhã, até as 9h; e a tarde, a partir de 17h.  O asfalto tem tendência de esquentar, conforme o calor, e pode queimar as ‘’almofadinhas’’ das patas do animal;

5. Colocar pedras de gelo no pote de água do cachorro. Também é interessante bater no liquidificador frutas como banana e maça, como se fosse um sorvete, e dar a eles para que lambam: a prática, além de refrescante, é nutritiva.

 

Shit-zu e pug sofrem mais

As raças que mais sofrem com o calor são shit-zu, por ter o focinho curto e por apresentar dificuldade para respirar; além de pug e bulldogs francês e inglês. No geral, a maioria dos cachorros têm mal-estar nos dias mais quentes, mas essas são as raças mais prejudicadas, apesar de não serem tão peludas, diz a veterinária Jhennifer Lee Cham.

Para a Yasmin Gonçalves Ferreira, dona da cadela shit-zu Luna, a melhor maneira de refrescá-la é tosar o pelo e deixar a caminha da mascote em um local que pegue um pouco de vento. Yasmin conta que não leva a Luna para passear quando o sol está muito forte e que, além de colocar gelo na água, também dá água de coco a Luna.

 

Seu pet está sofrendo?

Confira os principais sinais de que seu pet está sofrendo com o calor:

– Permanecer com a língua de fora: é sinal que ele está ofegante e desconfortável;

– Deitar em um local com o corpo todo no chão ou com as patas para trás: é uma tentativa de trocar calor com o chão e se refrescar;

– Procurar sombra;

– Beber água em excesso.

Fechado para comentários.