montagemm
Conheça propostas inusitadas das eleições 2014

Candidatos chamam a atenção com promessas ousadas e inovadoras

 

Por Cecília Tümler, Marcela Mazetto e Nicole Lopes

montagemm

Da esquerda para direita: Cleide Donária (PCO), Geonísio Marinho (PRTB), Mauro Iasi (PCB), Lucas de Oliveira (PSDB), Matheus Sathler (PSDB), Marcão do Jardim Cenedo (PTN), João Sandes Júnior (PP-GO);

A época das eleições é sempre povoada pelos personagens de sempre. Todos, novos e antigos candidatos, usam o velho discurso sobre a luta pela educação, saúde e segurança pública. Quem tenta fugir do trivial, às vezes, extrapola um pouco. Veja alguns exemplos dessas ousadias.

LEGALIZA JÁ

O candidato do PSDB a deputado federal em Florianópolis em Santa Catarina Lucas de Oliveira defende a descriminalização da maconha. O bordão usado pelo candidato é nada mais nada menos do que: “Bota um da massa”, “Aperta o verde e confirma”.  Em seu discurso político, Lucas vai direto ao ponto, defendendo a descriminalização. O candidato tem mais de 10 processo pela promotoria eleitoral, por insinuar o uso de entorpecentes e o estímulo ao uso de drogas por parte dos adolescentes.

FAMÍLIA E AMIGOS EM PRIMEIRO LUGAR

O candidato a deputado federal Marcão do Jardim Cenedo, pelo PTN de Goiás, não se preocupa em usar o clássico discurso político contra a corrupção ou sugerir melhorias para a população. Ao contrário, é sincero ao passar sua mensagem: “Prometo melhorar a minha vida, dos meus parentes e dos meus amigos”.

A LUTA CONTRA A HOMOSSEXUALIDADE

O candidato a deputado federal pelo PSDB Matheus Sathler não é tão democrático como indica o nome de seu partido.  A polêmica está na sua campanha: segundo ele, caso eleito, vai lutar pela criação do seu projeto conhecido como “Kit macho” e ” Kit fêmea”.  Os kits seriam distribuídos nas escolas para ensinar os meninos a gostarem de meninas, as meninas a serem “femininas” e ter o seu verdadeiro papel na sociedade,  além de  mostrar que devem gostar somente de meninos.  Sathler é  filiado desde 2011 do PSDB e é contra a aproximação do seu partido com o LGBT.  Em seu canal do youtube o candidato mostra as suas propostas e a sua luta contra a homossexualidade.

VISÃO DE FUTURO NO PARANÁ

Candidato ao governo do Paraná, Geonísio Marinho pretende criar um aerotrem que atravessa o estado,  interligando Curitiba e Foz do Iguaçu. A distância do trajeto feito pela rodovia 277  que tem por volta de 673 km e dura aproximadamente 9 horas e meia de viagem. O projeto, de acordo com o candidato, será realizado pela economia obtida com a reforma da gestão. Geonísio não pretende terminar o a obra no seu mandato, mas quer ser quem deu início a um futuro melhor.

 CASTRAÇÃO PARA OS ESTUPRADORES

O candidato a reeleição para deputado federal de Goiás pelo PP-GO João Sandes Júnior defende a castração química para condenados por estupro. Baseado na aprovação da lei na Coreia do Sul, o deputado teve sua proposta devolvida por ferir a Constituição Federal, que prevê no artigo 5 (inciso XLVII, alínea e): não haverá penas cruéis. O projeto de lei foi arquivado no começo deste ano. Porém, Sandes promete ainda lutar pela castração.

FIM DA POLÍCIA MILITAR

Mauro Iasi, candidato à Presidência da República pelo PCB, propõe o fim da Polícia Militar, caso eleito. Ele promete um plano nacional de Segurança Pública que dê condições dos governos estaduais alcançarem a meta, já que o assunto é de competência estadual.  Segundo ele,” não basta nem sequer a desmilitarizar a polícia, é necessário acabar com a PM”

SALÁRIO MÍNIMO DE R$3,5 MIL

A proposta inusitada de Cleide Donária, do PCO, única mulher a concorrer ao Governo do Estado de Minas Gerais, vai fundo nos benefícios ao trabalhador. Donária defende, além do salário mínimo para da casa dos milhares, ou seja, R$  724 para R$ 3,5 mil.  A diminuição da jornada de trabalho para 35 horas semanais.

Fechado para comentários.