Convidados analisam produção de Jornalismo em multiplataformas

Evento do Intercom Sul debateu as mudanças que a tecnologia está provocando na Comunicação

Por Stella Prado

A mesa Novos olhares para o Jornalismo: desafios e experiência sobre multiplataformas, um dos eventos do Intercom Sul 2016, que ocorre na PUCPR até sábado (28), debateu, nesta quinta-feira (26), as mudanças que a tecnologia está provocando na Comunicação. 

 

Saiba como foram os principais eventos do Intercom Sul 2016:

Dia 26 (quinta): Discussão sobre educação abre oficialmente Intercom Sul 2016

Dia 26 (quinta): Convidados analisam produção de Jornalismo em multiplataformas

Dia 26 (quinta): Intercom Sul: especialistas discutem tendências de RP

Dia 26 (quinta): Mesa debate necessidades do mercado publicitário

Dia 27 (sexta): Comunicadores debatem crise e mercado de trabalho

Dia 27 (sexta): Intercom debate cobertura da Operação Lava Jato

Dia 28 (sábado): Expocom marca último dia do Intercom Sul 2016

 

O debate teve como convidados o Jornalista Leonardo Mendes Junior, diretor de redação da Gazeta do Povo e autor do Guia Politicamente Incorreto do Futebol; a professora de jornalismo da Universidade Estadual de Ponta Grossa (UEPG) Maria Lúcia Becker; e a pesquisadora Rita Paulino, professora de pós jornalismo na Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC). A mediação coube ao professor Renan Colombo, da PUCPR. 

Smartphones criaram nova realidade

Maria Lúcia iniciou a conversa falando sobre a importância da multiplataforma, pensando em nativos digitais e na nova realidade do uso da internet forjada na popularização dos smartphones, a partir de 2010. A professora explica que, atualmente, a discussão sobre a inclusão digital foi ultrapassada pela discussão dos desdobramentos em termos de expansão da informação.

A professora esclarece que essas mudanças têm grande impacto no jornalismo, pois está ocorrendo a substituição do consumo individual pela pratica do consumo compartilhado da informação. Isso significa que, por trás da facilidade de qualquer pessoa em produzir conteúdo e compartilha-lo, há desafio para o profissional de jornalismo se adequar ao ambiente digital multiplataforma.

Professores trabalham convergência em sala de aula

Já a professora Rita Paulino iniciou a explanação complementando a fala da professora Maria Lúcia e apresentou pontos sobre a tecnologia em ação no campo do jornalismo. Rita esclareceu que trabalhar a convergência em sala de aula com alunos nativos digitais é um trabalho conjunto e multidisciplinar. Ela também disse que a aproximação com outras áreas se faz imprescindível, pois focar no processo e entender conceitos é uma oportunidade de aprendizado.

Rita explica que os jornalistas são responsáveis pela arquitetura da informação e que a universidade é o melhor ambiente para aumentar a pesquisa experimental: é momento de inovar, pois, quando o aluno se forma e vai para o mercado de trabalho, o tempo de experimentação livre acaba.

Comunicador disputa a atenção do público

Além de abordar as diretrizes da grade curricular, desafios, pesquisa e convergência entre analógico e digital, o jornalista Leonardo Mendes Junior conta que, quando entrou na universidade, não existia Jornalismo Digital e que a realidade de 70% dos jornalistas que estão nas redações é entender e trabalhar nesse ambiente digital que não lhes é natural.

O maior desafio para o jornalista, segundo Mendes, é lidar com a cultura do consumo digital na produção de conteúdo, visto que o profissional tem de disputar a atenção do leitor com outros assuntos à disposição. O ambiente digital possibilita contato com o público, questiona os valores da profissão e impõe aos jornalistas um estado de atenção permanente, pois pensar em projetos para o público acostumado ao consumo imediato é sempre a chance de errar.

 

Intercom Sul teve cobertura especial

O Intercom Sul 2016 ocorreu entre 26 e 28 de maio, no câmpus de Curitiba da PUCPR. O evento teve cobertura da Rede Comunicare, conjunto de veículos laboratoriais do curso de Jornalismo da PUCPR.
O Portal Comunicare cobriu os principais eventos do congresso, enquanto a Web Rádio Comunicare (www.portalcomunicare.com.br/webradio) transmitiu boa parte das atividades. Houve, ainda, cobertura por meio de redes sociais, via nossos perfis no Facebook (www.facebook.com/RedeComunicare) e no Twitter (www.twitter.com/redecomunicare).

 

Próximas edições do Intercom

O Intercom nacional deste ano ocorre entre 5 e 9 de setembro, na Escola de Comunicações e Artes (ECA) da Universidade de São Paulo (USP).

Já a próxima edição do Intercom Sul ocorrerá na Universidade de Caxias do Sul (UCS), em 2017.

Fechado para comentários.