Coritiba perde e continua com o sinal de alerta ligado

Coxa foi derrotado por 2 a 1 pelo Vasco, em Macaé (RJ)

Daniel Malucelli

Nada deu certo. Alex não conseguiu desempenhar o bom futebol de sempre, e o Vasco, que estreou o seu novo treinador, Adílson Batista, levou a melhor. O jogo realizado no sábado (2), pela 32º rodada, era uma disputa direta na parte de baixo da tabela.

O Vasco estava em situação delicada, e precisava vencer um rival que estava acima da zona de rebaixamento. E o Coritiba não viajou com o propósito de assistir os cariocas jogarem. Mas as intenções coxa branca não se reverteram em resultado na partida, e o time não jogou bem. Fato que vem sendo recorrente da equipe fora de casa.

Faltas e marcação

O jogo foi marcado pelas disputas intensas de bola, e as faltas exageradas. Foi a partida com o maior número de faltas, 53 no total. Apesar de tudo isso, quem brilhou foi o garoto vascaíno Marlone e o atacante Edmílson. Em ambos lances foi nítida a falta de confiança do sistema defensivo do Coritiba.

Logo no início, Juninho Pernambucano cobrou uma falta direta e Vanderlei espalmou de forma desastrada. O meia saiu lesionado ainda no primeiro tempo. Com isso Marlone passou a cobras as faltas. Assim saiu o primeiro gol. O jovem bateu a falta na cabeça de Edmílson, que absolutamente sozinho cabeceou fácil para as redes.

Geraldo do Coritiba, também sentiu e foi substituído por Vitor Júnior, que não manteve o mesmo nível do titular. Sem criar chances de gol, a equipe paranaense deixou a torcida do Vasco inflamar, e o time carioca cresceu na partida na segunda etapa.

Aos 27 do segundo tempo, Marlone fez uma linda jogada pela esquerda. Ele passou por três jogadores facilmente e cruzou rasteiro, novamente para Edmílson, que ao marcar o segundo gol, foi direto agradecer o garoto por mais uma assistência. A resposta veio dez minutos depois, em mais um lance de bola parada. Luccas Claro subiu mais alto que todos e diminui para o Coritiba, mas sem mudar o resultado final. 2 a 1 para o Vasco, e o Coxa continua de olhos abertos com 40 pontos, quatro atrás do primeiro time do Z-4, os próprios cariocas.

Time precisa abrir os olhos na reta final do brasileirão  Foto: Site Oficial do Clube de Regatas Vasco da Gama

Time precisa abrir os olhos na reta final do brasileirão
Foto: Site Oficial do Clube de Regatas Vasco da Gama

VASCO 2 X 1 CORITIBA

Data/Local: 02/11/2013. Moacyrzão, em Macaé (RJ)
Árbitro: Márcio Chagas da Silva
Auxiliares: Cleriston Clay Barreto Rios e Fabiano da Silva Ramires
Cartões amarelos:  Renato Silva, Wendel, Abuda, Edmilson (VAS); Carlinhos, Leandro Almeida, Gil (COR)
Gols:  Edmilson, aos 26 minutos do primeiro tempo e aos 27 do segundo tempo; Luccas Claro aos 36 minutos do segundo tempo

VASCO
Alessandro, Fágner (Reginaldo), Jomar, Cris e Yotún; Wendel, Pedro Ken, Francismar (Renato Silva) e Juninho Pernambucano (Abuda); Marlone e Edmilson
Técnico: Adilson Batista

CORITIBA
Vanderlei, Gil, Luccas Claro, Leandro Almeida e Carlinhos; William Farias, Junior Urso (Lincoln), Robinho, e Alex (Deivid); Julio Cesar e Geraldo (Vitor Junior)
Técnico: Péricles Chamusca

Fechado para comentários.