Curitiba está em lista que indica dez cidades do mundo mais agradáveis para se pedalar

(Foto: Cesar Brustolin/SMCS)
Estudo lista Curitiba entre boas cidades para pedalar

Ciclistas curitibanos, porém, discordam da pesquisa e apontam problemas na cidade

Ana Lucy Fantin, Gabriel Callegari e Gabriella Bacinelo

Curitiba foi eleita como uma das cidades mais “amigáveis” do mundo para se pedalar, em agosto deste ano, pelo site norte-americano Mother Nature Network (MNN). A capital paranaense é a única representante da América Latina na lista e ocupa a quinta posição. Para se chegar a este resultado, foram levados em conta fatores como infraestrutura e respeito dos motoristas em relação aos ciclistas.

Apesar de a pesquisa apontar aspectos positivos sobre as ciclovias da cidade, pessoas que fazem uso da bicicleta diariamente como principal meio de transporte discordam do resultado. “É horrível andar de bicicleta em Curitiba. Vi a reportagem e achei um absurdo”, diz Ana Carolina Macedo, estudante de nutrição, que faz uso da bicicleta todos os dias para ir à faculdade. Ela complementou que as ciclovias, de modo geral são boas, mas são poucas.

Além de ciclistas que pedalam sozinhos, como Ana, a capital conta com diversas pessoas que se reúnem em grupos para pedalar. É o caso da loja de vendas e consertos de bicicletas BikeBrothers, que promove todas as quartas-feiras à noite uma pedalada coletiva. A líder do grupo, Rosemari Lopes da Silva, diz que a maior dificuldade é o desrespeito dos motoristas, que, muitas vezes, abrem os vidros e xingam os ciclistas. Outro problema ainda mais grave é os carros passarem muito perto dos ciclistas. Há, por outro lado, os que buzinam ou cumprimentam apoiando a ideia.

Em relação as ciclovias, Danieli Trindade, dona da loja, comenta que elas são poucas e, ao contrário da opinião de Ana, considera que várias são mal estruturadas, com buracos e vegetação impedindo a passagem.

A proposta de Rosemari para melhorar as condições do ciclismo em Curitiba é criar ciclovias em todos os bairros sentido centro, o que estimularua a troca do carro pela bicicleta.

Rosimari e Danieli elogiam as condições de pedalar nos parques da cidade, inclusive o Interparques, ciclovia que liga os parques da capital.

TOP 10 das melhores capitais do mundo para se pedalar

1º – Portland (Estados Unidos)

2º – Minneapolis (Estados Unidos)

3º – Copenhague (Dinamarca)

4º – Amsterdã (Holanda)

5º – Curitiba (Brasil)

6º – Perth (Austrália)

7º – Kyoto (Japão)

8º – Kaohsiun (Taiwan)

9º – Berlim (Alemanha)

10º – Montreal (Canadá)

Prefeitura quer ampliar malha de ciclovia

Atualmente, Curitiba possui 127 km de rede cicloviária, o objetivo da prefeitura é que até 2016 a cidade tenha mais de 300km em ciclovias. Foram instalados paraciclos em ruas e terminais de toda a cidade, este ano para facilitar o transporte com bicicletas.

O Instituto de Pesquisa e Planejamento Urbano de Curitiba (Ippuc), em nota, afirma que o plano cicloviário existente também prevê a recuperação das malhas atuais.

 

imagem 2

 

Fechado para comentários.