Curitiba testa semáforo com mais tempo de travessia

Equipamento se destina a idosos e pessoas com dificuldade de mobilidade.

Por Fernanda Ehlke

A prefeitura de Curitiba está testando, na Praça Ouvidor Pardinho (Rua 24 de Maio),  um semáforo especial para idosos e pessoas com dificuldade de mobilidade, que oferece mais tempo para a travessia. Cerca de 120 equipamentos como esse devem, mais tarde, ser instalados em 31 pontos da cidade.

O projeto-piloto foi inaugurado no dia 14 de abril. Os semáforos serão acionados por usuários que possuem o cartão de passagem de idosos e pessoas portadoras de deficiência da URBS (Urbanização de Curitiba S/A).

Segundo o criador do projeto e engenheiro de trânsito da Setran, Pedro Darci, os equipamentos serão instalados em locais onde há mais concentração de idosos, como hospitais, terminais de ônibus, igrejas e centro de recreação da teceira idade. A pedestre Maria Helena Ribeiro, de 66 anos, aprovou a iniciativa. “Só assim eu posso atravessar sem ser meio correndo. Antes eu tinha medo de cair no meio da rua”, conta.

De acordo com Pedro Darci, a iniciativa do projeto partiu de uma pesquisa realizada em vários cruzamentos de Curitiba, em 2013. “Foi observado o tempo e a velocidade em que o pedestre demora para atravessar a rua, levando em conta a idade”, menciona. A pesquisa ouviu mais de 400 pedestres idosos.

Fechado para comentários.