Genoísio Marinho, candidato do PRTB ao governo do Paraná
“Endireita, Brasil”, afirma Genoísio Marinho

Candidato do PRTB mostra plano de governo e opiniões polêmicas

Por Matheus Urbano

Nessa sexta-feira (23) foi a vez de Genoísio Marinho participar das sabatinas da Rede Mercosul – Record News Paraná. O candidato ao governo do Paraná pelo Partido da Renovação Trabalhista Brasileira (PRTB) falou de seus planos de governo e até de opiniões polêmicas.

Genoísio Marinho, candidato do PRTB ao governo do Paraná

Genoísio Marinho, candidato do PRTB ao governo do Paraná

Um de seus planos é o polêmico Bolsa 21, onde todos que nascerem depois de 2015 receberão um auxílio de quatro salários mínimos que só poderá ser sacado quando o cidadão tiver 21 anos, o dinheiro iria vir de uma refundação da Lotopar. “O paranaense é um grande de um apostador”, o que estimularia o estudo, de acordo com o candidato.

Outro dos seus planos é cortar secretarias desnecessárias e diminuir comissionados, no entanto, quando perguntado sobre quais secretárias são desnecessárias, não soube dizer quais são. “Não tenho esses dados agora, mas dá pra juntar várias delas em uma só. Sobra muito pouco pra fazer aplicação em outras áreas”.

Um dos pontos levantados por Genoísio foi a privatização dos presídios “É uma bandeira com a qual trabalhamos. Só se vai conseguir resolver esses problemas a médio-longo prazo”. A redução da maioridade penal para 16 anos também foi defendida: “Ele fuma, ele pode ter filhos, ele vai pra balada, ele pode matar, mas não vai preso”.

Por fim, o deputado deu uma opinião sobre a comunidade LGBT (Lésbicas, Gays, Bissexuais e Transexuais): “Não tive a intenção de ofender ninguém.  O posicionamento que eu fiz foi a favor da família, sou do tempo que homem casava com mulher”, mas garante que fará tudo para “conviver bem”.

Fechado para comentários.