Especial Seleções – Camarões

CMRCAMARÕES

Continente: África
Capital:
Yaoundé
População:
18,4 milhões
Nº participação em Copas:
7

Melhor participação: Quartas em 1990

Expectativa para a Copa: Eliminado na primeira fase

Ranking da FIFA: 56º

A seleção camaronesa chega para a sua sétima copa sem muitas esperanças de sucesso. A equipe, que já chegou até as quartas de final, em 1990, acabou encontrando um caminho difícil em 2014, caindo no mesmo grupo de Brasil, Croácia e México. Além disto, os Leões Indomáveis não vivem uma fase muito boa internamente, tanto que Samuel Eto’o, o craque do time, chegou a anunciar duas vezes sua aposentadoria da seleção. O time é fraco tecnicamente e não deve dar muito trabalho aos rivais. Camarões escolheu Vitória, no Espírito Santo, Estádio Kleber de Andrade para ser seu centro de treinamento. Realiza o primeiro jogo no segundo dia de competição, estreando contra o México na Arena das Dunas.

A renovação dos indomáveis

A seleção de Camarões viveu o seu segundo maior momento da história recentemente: a conquista da medalha de ouro em Sidney (2000) e o vice da Copa das Confederações, em 2003. O último respingo do sucesso ainda está em campo: Samuel Eto’o. Assim como em 94 sobrou Roger Milla e em 98 Biyik pra simbolizar que a grande geração estava saindo do futebol, em 2014 a última parte da geração de 2000 da adeus. Agora é necessário que ocorra igual nas Olímpiadas, quando uma nova geração de craques surgiu para substituir a antiga. Joel Matip, Vicent Boubakar, Alex Song e Nicolas N’Koulou aparecem como os novos condutores dos Leões.

CAMARÕES

Samuel Eto’o (Divulgação/Site Oficial do Chelsea)

O craques: Samuel Eto’o

Único remanescente da seleção 2000, o atacante do Chelsea chega para a sua última Copa do Mundo. Com três gols marcados em dois Mundiais, Eto’o só não fez apenas um dos gols que Camarões marcou nas Copas em que disputou.

O atacante é fundamental para o esquema, pois como em toda seleção africana, ter um camisa nove renomeado faz toda a diferença. E mesmo dando adeus ao torneio, Eto’o pode fazer a diferença para os Leões.

Aboubakar

Vicent Aboubakar (Divulgação/Site da Seleção de Camarões)

Vincent Aboubakar

Atacante matador, que pode ser o grande substituto de Eto’o

Os convocados

Goleiros: Loic Feudjou (Coton Sport), Charles Itandje (Konyaspor), Sammy Ndjock (Fethiyespor).

Defensores: Benoit Assou-Ekotto (Tottenham Hotspur), Henri Bedimo (Olympique Lyon), Aurelien Chedjou (Galatasaray), Cedric Djeugoue (Coton Sport), Nicolas Nkoulou (Olympique Marseille), Dany Nounkeu (Besiktas), Allan Nyom (Granada).

Meias: Enoh Eyong (Antalyaspor), Raoul Cedric Loe (Osasuna), Jean Makoun (Stade Rennes), Joel Matip (Schalke 04), Stephane Mbia (Sevilla),  Landry Nguemo (Girondins Bordeaux), Edgar Salli (Racing Lens), Alexandre Song (Barcelona).

Atacantes: Vincent Aboubakar (Lorient), Eric-Maxim Choupo Moting (Mainz), Samuel Eto’o (Chelsea), Benjamin Moukandjo (Nancy), Mohamadou Idrissou (Kaiserslautern), Fabrice Olinga (Malaga), Pierre Achille Webo (Fenerbahce)

Uniformes:

cameroon

Confira o caminho do Brasil, aqui!

Fechado para comentários.