“Mercado de noivas” prospera, apesar da crise

Setor lucrou quase R$ 17 bilhões em 2014

Por Amanda Mann, Nicolle Heep, Vinicius Scott

A Feira Noivas Curitibanas 2016, maior mercado de casamentos do sul do Brasil, aconteceu em Curitiba, na Expo Unimed, dos dias 15 a 17 de abril. Apesar da crise econômica, o evento atraiu cerca de 10 mil pessoas e 100 expositores, desde fornecedores de doces e vestidos até carro para aluguel no dia da cerimônia.

O mercado de festas e cerimônias lucrou cerca de R$ 16,8 bilhões em 2014, segundo uma pesquisa divulgada ano passado pela Abrafesta (Associação Brasileira de Eventos Sociais). Já são mais de um milhão de casamentos no país por ano.

A região Sudeste é onde o mercado das cerimônias é maior, gerando cerca de R$8,6 bilhões, seguido pelo Nordeste (R$3 bilhões), Sul (R$2,9 bilhões), Centro-Oeste (R$ 1,3 bilhão) e Norte (R$ 1 bilhão) em 2014.

À nível nacional, o número de casamentos aumentou 11% entre 2010 e 2014 segundo o IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística). O Centro-Oeste foi a região em que houve maior crescimento (28%) enquanto o Sul apresentou o menor índice (8%). A maioria dos casamentos ocorrem entre os 25 a 29 anos.

O crescimento dos casamentos no país apesar da crise econômica se deve ao fato de o evento ser considerado um “sonho”, conta o consultor financeiro Altemir Farinhas. Ele explica que o matrimônio envolve a emotividade e “ousadia” dos noivos e seus parentes fazendo com que eles se endividem ou barram outros gastos para fazer a festa. “É como um conto de fadas, tudo bonito, sonhado nos mínimos detalhes, mesmo com preços exagerados”.

Outro motivo para a sobrevivência do mercado dos matrimônios na crise é de que as elites “ostentam” apesar das dificuldades financeiras, conta o consultor financeiro. “O casamento é um marco para o casal, é o ápice do namoro e noivado”. Ele conta também que o cartão de crédito facilita o parcelamento da festa.

Já exclusividade e inovações que cabem dentro de um oraçamento reduzido do consumidor é o motivo pelo sucesso do mercado aponta o produtor de serviços Luciano Teles. Um exemplo é a empresa Vintage Brigadeiros Gourmet que serve brigadeiros gourmet com sabores inusitados, como banana, castanha e paçoca.

No local havia manequins com vestidos de noiva, carrinhos de sorvete e muitas decorações chamativas para os olhos das noivas presentes.

A feira foi idealizada por Marcelo Amorim Leite, que atua há 12 anos no segmento de feiras e eventos. O principal objetivo da mostra, segundo a assessoria, é aproximar fornecedores e clientes, facilitando assim o trabalho das noivas na hora de contratar os produtos e serviços do seu casamento.

Dicas para economizar no casamento

 O consultor financeiro Altemir Farinhas enumera 4 dicas para conter os gastos na festa:

  • Fale com recém casados e outros noivos;
  • Pesquise muito. Cuide para não cair em golpes e peça referências do serviço que está contratando;
  • Como o pagamento é adiantado, confira se existem reclamações a respeito da empresa de serviços;
  • Crucial: faça sua festa, mas não uma festa de poucas horas que terá uma conta que vai durar muitos anos.

 

Fechado para comentários.