Festival de Teatro de Curitiba contará com 111 atrações gratuitas

Cerca de 180 mil pessoas são esperadas na 25ª edição do evento

Por Israel Gonçalves e Luiz Felipe Elias

O Festival de Teatro de Curitiba, que ocorre tradicionalmente em diversos pontos da cidade, desde grandes teatros até praças públicas, começa no dia 22 de março. O evento contará com quase 400 espetáculos, sendo que, desses, 111 atrações serão gratuitas.

A expectativa é que as atrações de custo zero sejam bastante procuradas pelo público.  A grande maioria, 102, das peças gratuitas faz parte do Fringe (que é uma espécie de teatro independente e sem curadoria), um dos nove eventos do Festival.

Além dos espetáculos sem custos do Fringe, outras oito atividades de formação, também gratuitas, serão oferecidas ao público. Essas atividades têm como objetivo uma formação crítica em torno do teatro, além de debates com especialistas e um mini curso sobre William Shakespeare. A outra apresentação gratuita restante fará parte da Guritiba, o evento do festival destinado às crianças. A apresentação que ocorrerá na Praça Espanha será constituída por um show e algumas histórias sobre uma das bandas mais famosas da história do rock, Os Beatles.

Confira, abaixo, um mapa com os locais em que o Festival de Teatro contarão com essas apresentações gratuitas:

Vanessa Mazer, produtora executiva do festival, conta que quase todas as os ingressos foram vendidos e várias sessões extras serão exibidas. Para ela, a recepção ao festival e a incorporação dele a identidade da cidade só tende a aumentar para os próximos anos.

A professora Ângela Bonette, 50 anos, assistiu a pelo menos uma peça de cada edição do festival desde que ele foi criado, em 1992. Ângela conta que, apesar de o festival crescer e estar melhor a cada ano, esperava que a essa altura, 24 anos depois de ter sido criado, ele já fosse maior.”Festivais desse porte são excelentes por que estimulam pessoas que não costumam ir ao teatro a criar esse hábito. O Festival de Curitiba está maior e melhor a cada ano e isso é ótimo para o cenário cultural da cidade”.

Fechado para comentários.