Food Trucks: Gastronomia sobre rodas

Você conhece os food trucks? Populares nos EUA e na Europa, os caminhões servem comidas variadas, desde um simples cachorro-quente até um gourmet crepe francês. Geralmente localizados em ruas movimentadas, estacionamentos exclusivos, feiras ou eventos especializados.

Por Érika Lemes e Paola Magni

O projeto de lei que pretende regulamentar a comercialização de alimentos em trailers, kombis e caminhões em Curitiba já está na Câmara Municipal. Passou pela análise da Comissão de Legislação, Justiça e Redação, seguiu para as comissões de Saúde, Bem Estar Social e Esporte, e a de Serviço Público e agora aguarda votação na fila do plenário. Atualmente,  No Brasil, a cidade de São Paulo foi pioneira na normalização do exercício dos food trucks, isso em 2013. Nos Estados Unidos já é tradição, há aproximadamente três mi de food trucks nas ruas.

Enquanto a lei não sai

Apesar de a lei que regulamentará o uso desses carros em Curitiba não ter sido aprovada ainda, o empreendedor Marco Salgado resolveu não esperar. Da experiência de ter trabalhado em um restaurante que possuía food truck para eventos, em Nebraska (EUA), surgiu a ideia que colocou em prática em 2012, quando retornou a Curitiba.

Inicialmente o Nebraska Burguers, primeiro food truck de Curitiba, funcionaria em eventos e em um terreno alugado. Quando descobriu que o projeto de lei para regulamentar o uso de food trucks na cidade estava para sair, Salgado decidiu trabalhar somente em feiras gastronômicas e eventos, para não ter problemas. O comércio já recebeu visita da vigilância sanitária e dos bombeiros, e está dentro das normas exigidas por ambos.

Salgado espera que esse tipo de comércio vire um atrativo turístico, “as opções de comida vão melhorar na cidade, o acesso vai se tornar mais fácil”, afirmou. “Espero que com a aprovação da lei a gente possa ter essa maleabilidade do caminhão ir até o público, ter essa mobilidade para poder chegar ao consumidor sem muitos problemas”, concluiu.

Status do projeto

Segundo o vereador Helio Wirbiski e sua assessora jurídica, Marilete Bernadino, o projeto de lei surgiu de um apelo dos empreendedores e da comunidade curitibana, além dos turistas, pois existe uma carência de alimentos diferenciados e acessíveis no espaço público da cidade. O projeto pode sofrer emendas, e ,após uma segunda votação, ele será encaminhado ao prefeito para sanção ou veto.

O vereador alega que esse novo tipo de comércio reafirmará a imagem de Curitiba como uma boa opção gastronômica. “Os caminhões são um empreendimento, que, ao que tudo indica, vieram para ficar”, afirmou.

O projeto prevê, por exemplo, lugar fixo para preparar o alimento, que receberá o alvará de funcionamento (com CNPJ e comércio estabelecido em Curitiba); somente dois caminhões por CNPJ; proibição de cadeiras e mesas, para não obstruir a passagem; funcionamento em praças e parques da cidade que ainda serão mapeados. O vereador espera que até o fim do anoa lei dos caminhões esteja regulamentada. “Têm 99% de chance que a lei seja aprovada”, concluiu Wirbiski.

O Nebraska Burguers é itinerante, mas com frequência funciona no Estacionamento Bona Park, anexo ao Wood’s Bar e na Rua Myltho Anselmo Da Silva 1126, Mercês.

Fechado para comentários.