20140613_130621[1]
Fun Zone no aeroporto de Curitiba atrai brasileiros e estrangeiros

Turistas que desembarcarem no Afonso Pena podem ir ao espaço buscar informações ou diversão

Por Renan Araújo

O Aeroporto  Internacional Afonso Pena também está preparado para receber a Copa do Mundo e atender a todos que chegarão para assistir aos quatro jogos em Curitiba. Além da venda de diversos produtos relacionados ao Brasil e à cidade, também haverá o serviço de voluntários bilíngues credenciados pela Fifa que oferecerão orientações sobre a cidade e transporte a todos os turistas que desembarcam na capital paranaense. Quem circular pelo aeroporto também poderá entrar no clima de Copa com um espaço de lazer e descanso denominado Fun Zone.

20140613_130738[1]

Torcedores e voluntários puderam acompanhar os jogos da Copa por televisores
(Foto: Renan Araújo)

A Fun Zone é uma área climatizada com 400 m² criada em parceria com a Caixa Econômica Federal e está localizada ao lado da área de desembarque do terminal. Além de assistir aos jogos da Copa em uma pequena arquibancada, o turista também tem a sua disposição mesas de pebolim, futebol de botão e videogames. Também há wi-fi gratuito, telefones públicos, balcões de atendimento e monitores que falam inglês para atender ao alto fluxo de turistas que devem passar pela cidade durante o período.

Além de servir como área de lazer o espaço também abrigava muitos turistas que esperavam no terminal pelo seu voo. É o caso da lutadora de taekwondo Marriane Hormann, que mora nos Estados Unidos e veio à Curitiba para uma competição. “Meu voo teve o horário alterado, tive que ficar esperando desde cedo e eu não teria onde ficar. Minha viagem não tem relação com a Copa, mas achei muito interessante o espaço, porque além de acompanhar os jogos ainda posso descansar”, relata ela.

Carlos Sevillo veio do Equador com a esposa para acompanhar os três jogos de seu país. Ele está de passagem por Curitiba e segue para Brasília e acompanhar o primeiro jogo da sua seleção. “Essa é uma área muito boa porque se pode ver o jogo enquanto se espera pela conexão entre os voos. Não falo português, mas me entenderam e me ajudaram com tudo o que eu precisava”, disse. Ele ainda voltará a Curitiba para ver o jogo contra Honduras no dia 20.

Além de voluntários, empresas de turismo que fecharam pacotes para a Copa também colocam a disposição tradutores para os turistas que virão à cidade. A empresa Águia Turismo capacitou tradutores de inglês, espanhol e até de russo e ofereceu aulas sobre a cultura de países que terão turistas na cidade, como Irã, Nigéria e Argélia. Um dos tradutores de russo é Igar Pijau que mora em Curitiba há quatro anos dando aulas de seu idioma natal. “Até agora não apareceu nenhum russo, mas esperamos um grande movimento com o jogo da Russia contra a Argélia no dia 26”, relata.

Já a professora de inglês Mariana Cristina Marino que também faz parte da mesma agência, ressalta que a Copa oferece muitas oportunidades de conhecimento sobre a cultura de diferentes países. “É uma ótima oportunidade para conhecer outras pronúncias. A gente está acostumado  com o inglês britânico ou americano e vai ser legal conversar com nigerianos, iranianos e australianos. E também vamos conhecer novas culturas”, explica a professora de inglês.

Fechado para comentários.