tablet
Imposto de renda 2014 chega cheio de mudanças

A declaração deste ano tem novidades e pode ser feita por aplicativo para smartphones e tablets

Por Getulio Xavier

tablet

Dentre as novidades, existe a possibilidade de utilizar tablets e smartphones

Os contribuintes que tiveram rendimentos superiores R$ 25.661,70 em 2013 têm até o dia 30 de abril para se acertar com a Receita Federal, o que nem sempre é uma tarefa fácil. Para escapar da malha fina, muitos procuram a assistência de um profissional especializado, o que pode evitar alguns aborrecimentos posteriores.

A declaração deve ser feita por meio eletrônico com a versão 2014 do Programa Gerador de Declaração disponível no site da Receita Federal (www.receita.fazenda.gov.br). As novidades para 2014 são muitas, além da tradicional declaração, quem possui o certificado digital terá sua declaração previamente preenchida pela Receita e deve apenas conferir seus dados (dados que faltarem poderão ser acrescentados manualmente), como diz o professor de Gestão Tributária do curso de Ciências Contábeis da Pontifícia Universidade Católica do Paraná (PUCPR), Darlan Marluz Goinsky. “Você pode optar em entrar no site da Receita Federal, para aqueles que têm o certificado digital e podem ter esse acesso, e fazer o download das informações pré-preenchidas pela Receita Federal”, explica. Porém, essa vantagem não atingirá um grande número de contribuintes, já que nem todos possuem o certificado digital.

Outra forma de declaração é por smartphones ou tablets, por uma ferramenta que já havia sido usada no ano passado, mas foi melhorada para este ano. Diferente da opção pela declaração previamente preenchida pela Receita, acredita-se que 90% dos contribuintes poderão optar por declarar seus rendimentos pelo aplicativo para tablets e celulares. O aplicativo se chama m-IRPF e está disponível para os sistemas operacionais Android e IOS.

Certificado digital

O certificado digital é uma assinatura eletrônica reconhecida judicialmente e permite digitalmente a identificação de pessoas físicas e jurídicas. O certificado se assemelha ao reconhecimento de firma feito em cartórios. É importante destacar que o certificado digital assegura sigilo de todas as informações.

O certificado digital ainda não é obrigatório e pode ser adquirido em diversas empresas licenciadas, mas custa no mínimo R$ 100,00 por ano.

Dificuldades

Mesmo seguindo algumas dicas importantes na hora de preencher as informações, as chances de erro são grandes, principalmente porque algumas pessoas não dão importância aos detalhes. Os erros mais comuns são não informar pequenos rendimentos e não declarar os rendimentos dos dependentes.

As pessoas procuram a ajuda profissional para fazer a declaração principalmente porque não sabem quais são os dados que devem ser fornecidos. “O programa parece simples, mas são tantos números que eu acabo me perdendo, já errei uma vez e tive alguns problemas, agora não penso duas vezes, procuro logo um contador”, diz o vendedor Márcio Ribas, que todo ano leva seus dados até um contador para evitar problemas com a Receita.

Outra novidade para este ano são os vídeos criados pela Receita Federal para orientar os contribuintes na hora de declarar o Imposto de Renda. Os vídeos contêm dicas e explicações que podem salvar muitas pessoas da malha fina.

As dicas e explicações podem ser acessadas no canal da Receita no Youtube, o TV Receita, disponível no link www.youtube.com/user/TVReceitaFederal.

[vsw id=”www.youtube.com/user/TVReceitaFedera” source=”youtube” width=”425″ height=”344″ autoplay=”no”]

Fechado para comentários.