Intercom Sul atrai mais de dois mil participantes

Evento, que ocorreu na PUCPR, é o maior encontro de comunicação do Sul

Por Luis Gustavo e Henrique Bastos

A PUCPR reuniu cerca de duas pessoas entre os dias 26 e 28 de maio, durante o Intercom Sul 2016, maior evento de comunicação da região.

A recepção da cerimônia de abertura aconteceu com apresentação da Atlética da Escola de Comunicação e Artes da PUCPR, seguida de uma exibição do Grupo Fermata, do Núcleo de Prática e Pesquisa em Música da universidade.

Algumas autoridades da Universidade e da organização do evento fizeram discursos de boas-vindas a todos os participantes e envolvidos no evento. Entre eles estavam o pró-reitor de graduação da PUCPR, Vilmar Martins; a decana da Escola de Comunicação e Artes da PUCPR, Eliane Mafezolli; o diretor do Intercom Sul, Marcio Fernandes; e a coordenadora Regional do Intercom Sul 2016, Juliana Custódio.

 

Saiba como foram os principais eventos do Intercom Sul 2016:

Dia 26 (quinta): Discussão sobre educação abre oficialmente Intercom Sul 2016

Dia 26 (quinta): Convidados analisam produção de Jornalismo em multiplataformas

Dia 26 (quinta): Intercom Sul: especialistas discutem tendências de RP

Dia 26 (quinta): Mesa debate necessidades do mercado publicitário

Dia 27 (sexta): Comunicadores debatem crise e mercado de trabalho

Dia 27 (sexta): Intercom debate cobertura da Operação Lava Jato

Dia 28 (sábado): Expocom marca último dia do Intercom Sul 2016

 

Discussão sobre educação abre oficialmente Intercom Sul 2016

O debate promovido pela cerimônia de abertura foi realizado pelos professores Ismar Soares, da USP; Eduardo Yamamoto, da Unicentro; e Suyanne Tolentino, da PUCPR, com o tema Comunicação e Educação: os desafios de nosso tempo. A conversa girou em torno da palestra do professor Soares, que é pesquisador de Educomunicação, com abertura para perguntas do público. Leia mais sobre o evento:  http://www.portalcomunicare.com.br/discussao-sobre-educacao-abre-oficialmente-intercom-sul-2016/

Intercom debate cobertura da Operação Lava Jato

A mesa especial Mídia e Opinião Pública em Tempos de Lava Jato foi um dos destaques do segundo dia do Intercom Sul 2016, na quinta-feira (27). O painel se voltou a discutir como as informações da Operação Lava Jato são divulgadas, além de debater o papel da imprensa em divulgar tais dados.

A mesa contou com a participação do coordenador da Comunicação Social e Assessoria de Imprensa da Polícia Federal (PF) no Paraná, Paulo Roberto Gomes da Silva; com o professor de Universidade Estadual de Ponta Grossa (UEPG) Sérgio Gadini; e com a jornalista Lenise Klenk, da BandNews. A mediação coube ao professor Marcos José Zablonsky, da PUCPR.

Silva logo deixou claro que não falaria da Operação Lava Jato em si; mas, sim, da forma como os dados obtidos pela Polícia Federal eram divulgados.

Na sequência ao debate, o professor Sérgio Gadini abordou aspectos políticos e midiáticos na formação da opinião pública. O docente ressaltou a dependência financeira e política dos meios de comunicação, a esperacularização promovida pelos grupos de mídia e o cenário da Lava Jato.

Já a jornalista Lenise Klenk abordou a rotina e as inquietações da profissão, ela apontou algumas das responsabilidades do jornalista ao repassar as informações ao público, como o cuidado em divulgar dados, imagens e nomes. Leia mais sobre o evento: http://www.portalcomunicare.com.br/1midia-e-operacao-lava-jato/

Especialistas discutem tendências de RP

A mesa Tendências das Relações Públicas no Contexto Profissional Acadêmico, realizada na quinta-feira (26), reuniu as professoras Marlene Machiori, da Universidade Estadual de Londrina (UEL); Leticia Salem, da Pontifícia Universidade Católica do Paraná (PUCPR); e o presidente do Conselho Regional de Profissionais de relações Públicas (CONRERP), Claúdio Andrade. A discussão foi mediada pela professora Francieli Mongon, da Pontifícia Universidade Católica do Paraná (PUCPR).

A professora Marlene destacou a necessidade de integração entre a academia e o mercado; e falou também sobre globalização e a falta de cursos de pós-graduação.

Já o presidente do CONRERP, Claúdio Andrade, explicou ao público como funciona o conselho e disse que para valorizar a profissão, é necessário que a escola intensifique a relação com o mercado. Ele conta que a demanda do mercado é muito diferente e que a academia não consegue a acompanhar.

A professora da PUC Letícia Salem focou em como é o cenário profissional atualmente e afirmou que comunicação digital deve ser levada a sério, pois pode denegrir a imagem de uma empresa. Leia mais sobre o evento: http://www.portalcomunicare.com.br/especialistas-discutem-tendencias-das-relacoes-publicas/

Mesa debate necessidades do mercado publicitário

Na mesa de Publicidade e Propaganda do primeiro dia (26), do Intercom Sul 2016, que ocorreu na PUCPR, foi realizada uma discussão sobre a nova matriz curricular dos cursos da área. Em uma bancada composta pelos professores Fabio Feltrin, Christiane Monteiro Machado, Randy Rachwal e Fabio Hansen, também foram debatidos temas como estágio obrigatório, tipo de profissional buscado pelo mercado e busca do equilibro entre prática e teoria na formação acadêmica.

A discussão foi iniciada pelo professor Fabio Hansen, que explicou que as diretrizes atuais não obrigam realização do estágio durante o curso e que a Universidade Federal do Paraná segue essa recomendação.

Na sequencia, Rachwel direcionou o debate para outro levantamento: em vez de haver obrigatoriedade no estágio, seria necessário uma supervisão, já que o mercado de trabalho não tem conseguido absorver a demanda por espaço.

O tema seguinte foi o perfil do novo profissional. Christiane Monteiro Machado relatou uma pesquisa de mercado que constatou mentalidade motivadora para a área e assegurou que as diretrizes estão sempre atrasadas em relação às demandas mercadológicas.

As considerações finais da mesa foram iniciadas por Fabio Feltrin, que sintetizou que a grande dificuldade da academia é antever as necessidades do meio, já que os alunos estudam através de direcionamentos que, quatro anos mais tarde, já terão se alterado. Leia mais sobre o evento: http://www.portalcomunicare.com.br/mesa-debate-necessidades-do-mercado-e-seu-papel-dentro-dele-no-mercado-publicitario/

Expocom marca último dia do Intercom Sul 2016

A entrega dos prêmios do Expocom, no sábado (28), marcou o último dia do Intercom Sul 2016, realizado na PUCPR. No evento de encerramento, a bateria da atlética da PUCPR realizou um show, e também teve uma apresentação de música por professores de teatro e música da PUCPR.

A coordenadora do evento, Juliana Custódio, foi premiada em nome de toda a equipe que organizou o IntercomSul da PUCPR. O professor Álvar da Universidade Caxias do Sul anunciou o próximo IntercomSul 2017, ele disse que o próximo, se não for maior, será no mínimo igual ao de 2016. Confira a lista de vencedores.

Intercom Sul teve cobertura especial

O Intercom Sul 2016 ocorreu entre 26 e 28 de maio, no câmpus de Curitiba da PUCPR. O evento teve cobertura da Rede Comunicare, conjunto de veículos laboratoriais do curso de Jornalismo da PUCPR.
O Portal Comunicare cobriu os principais eventos do congresso, enquanto a Web Rádio Comunicare (www.portalcomunicare.com.br/webradio) transmitiu boa parte das atividades. Houve, ainda, cobertura por meio de redes sociais, via nossos perfis no Facebook (www.facebook.com/RedeComunicare) e no Twitter (www.twitter.com/redecomunicare).

Próximas edições do Intercom

O Intercom nacional deste ano ocorre entre 5 e 9 de setembro, na Escola de Comunicações e Artes (ECA) da Universidade de São Paulo (USP).

Já a próxima edição do Intercom Sul ocorrerá na Universidade de Caxias do Sul (UCS), em 2017.

Fechado para comentários.