Internet é oportunidade de negócio

Cresce cada vez mais o número de pessoas comprando online

Caio Porthus e Hélcio Weiss

Compras são ansiosamente esperadas por todos | Foto: Caio Porthus

Compras são ansiosamente esperadas por todos | Foto: Caio Porthus

O comércio eletrônico, também chamado de e-commerce, cresce a cada ano que passa, e hoje é uma opção real de ganhar dinheiro. As compras funcionam pela internet, e o comprador muitas vezes não pode ver o produto fisicamente. Segundo a pesquisa do Ibope, feita com internautas no mês de outubro, 86% afirmam que já compraram produtos pela internet.

A pesquisa revelou que 93% preferem comprar pela internet por comodidade e 85% pelos melhores preços. Os usuários confirmam os dados. “Costumo comprar pelo fato de não ter que sair de casa, e também encontro preços mais baratos na internet”, afirma a designer e internauta Bianca Gonçalves. O empresário Danilo Ramalho compra e vende produtos pelo computador. “Compro coisas para o uso pessoal, e vendo produtos da minha empresa através do meu próprio site”.

Mas ainda existem aqueles que temem fazer este tipo de compra. O economista Walter Pedroso prefere pagar mais caro e ter garantias. “Além de não poder ver o produto, tenho medo de clonarem o meu cartão na internet”, explica.

Bom pra quem vende

Quem se aproveita são os vendedores do comércio virtual. Com o aumento do número de compradores e tantas oportunidades de fazer negócios, cresce também os que aproveitam para se sustentar ou apenas para tirar um ganho extra. “Trabalho com design de produtos, especialmente com bonecos de personagens famosos, e na internet vendo para pessoas de todo o mundo, o que não conseguiria fazer se tivesse uma loja”, conta Hannes Brito, que vende nos maiores sites de negócios do Brasil e dos Estados Unidos.

As oportunidades também aparecem para quem quer vender algo usado e apenas uma coisa ou outra. Lucas Mazola nunca havia vendido nada pela internet, até que resolveu anunciar em um site um aparelho eletrônico que estava encostado. “Depois de três dias consegui realizar a venda. A rapidez foi impressionante”.

As vantagens de ter uma loja virtual em relação a uma loja física são várias, desde não pagar aluguel, impostos, funcionários, e conseguir manter outro emprego e fonte de renda. Rhaiza Carvalho se formou em design de moda há pouco tempo e já planeja aproveitar essa área. “Vou vender roupas pela internet no começo e economizar para abrir uma loja no futuro”, explica a designer.

Equipe: Bruno Krieger, Caio Porthus, Leonardo Dulcio e Hélcio Weiss

Fechado para comentários.