bicicleta e mobilidade3
Mês da bicicleta e da mobilidade

 Setembro é oficialmente o mês da bicicleta em Curitiba, desde o ano passado. Para marcar a data, um evento de mobilidade e cidadania movimenta a cidade com atrações para todas as idades.  

Por Giordana Chemin

O ArteBiciMob ( Arte Bicicleta Mobilidade) começou no dia 1 de setembro em Curitiba. O evento está na sétima edição e tem programação para o mês inteiro. Entre as atividades, exposições de materiais reutilizáveis, debates sobre o cinema como forma de ativismo e descida noturna na serra da Graciosa. A meta é transformar a bicicleta em um símbolo do novo modelo urbano de transporte.

O projeto do evento foi criado a partir do trabalho de alguns ciclistas e artistas participantes do movimento Bicicletada.  A proposta é investir em uma programação com palestras e movimentações artísticas voltadas para a mobilidade urbana. Segundo o organizador José Carlos Belotto, a ideia central é “A cidade para as pessoas”.

Segundo Belotto, o festival recebe mais visibilidade e repercussão. Desde a primeira edição, em 2007, algumas mudanças já são visíveis. Em 2013, por exemplo, a Assembleia Legislativa aprovou a lei 316/12, que oficializava setembro como o mês da bicicleta no Paraná. “Esta lei é um reconhecimento à importância do festival”.

Apesar dos avanços, o organizador explica que algumas mudanças ainda são necessárias. “A falta de lugar adequado para a guarda da bicicleta é um dos fatores que dificultam o dia a dia da população. Entretanto, o principal ponto contra o uso das bicicletas é o medo de se expor no trânsito”. A prefeitura de Curitiba prometeu implantar 300 km de infraestrutura. Hoje são pouco mais de 100 km de ciclovias, só que muitas delas são compartilhadas com pedestres.  Se o investimento realmente acontecer, em 2017 Curitiba estará entre as melhores cidades do Brasil para se pedalar no dia a dia.

Fechado para comentários.