Obras da Linha Verde dividem moradores

Há mais de um ano em andamento, obras trazem insatisfação para quem vive na região

Bruna Caroline Santos Cavalheiro

As obras do viaduto estaiado que passará sobre a Avenida Comendador Franco, mais conhecida como Avenida das Torres, está dividindo moradores da região.  As obras iniciaram em junho de 2012 e devem ser entregues em dezembro deste ano. Estão previstas a pavimentação de um trecho da Avenida Comendador Franco e as alças de acesso do viaduto estaiado, além da revitalização das calçadas, rampas para pessoas com necessidades especiais, iluminação, ciclovias e paisagismo do local. O gasto estimado da obra é de 95 milhões de reais.

Diferentes opiniões

Dona Espedita Agostina, de 87 anos, moradora do bairro há 58 anos, afirma que toda melhora é valida. “Quando cheguei aqui, era tudo mato, tudo verde. Agora veja quanta coisa foi feita”, diz dona Espedita.

Já a aposentada Laura Oliveira, de 80 anos, não está gostando das reformas, pois as casas ao lado da sua residência foram destruídas para dar lugar às obras. “Quando chove, escorre toda a água que cai no terreno para minha casa. Inunda tudo”, reclama Laura.

Prefeitura desconhece o caso

Procurado pela nossa reportagem, Mário Padovani, diretor do Departamento de Pavimentação da Prefeitura de Curitiba, afirmou que não sabia do caso de Dona Laura, mas que tomará providências para que tudo seja resolvido o mais rápido possível.

José Carlos de Santa, assessor de imprensa da Prefeitura de Curitiba, diz que a obra trará melhorias aos moradores da região. “A construção do viaduto, aliada à construção da trincheira na Rua Guabirotuba, irá desafogar o trânsito, melhorando a circulação de veículos e o acesso à região. A obra também visa à melhoria da circulação viária, e faz parte da reforma da Avenida das Torres, até a divisa de São José dos Pinhas, além da melhoria na avenida. Ruas do entorno também serão  recuperadas, comenta o assessor.

Equipe: Bruna Caroline Santos Cavalheiro, Daniele Dalla Libera Alcólea

Fechado para comentários.