Candidato ao governo do Paraná Ogier Buchi abre sabatinas da Record News Paraná
Ogier Buchi abre a sabatina da Rede Mercosul

Candidato fala sobre polêmica do pedágio e planos de governo

Por Matheus Urbano

Foto Matheus Urbano

Nessa segunda-feira, a Rede Mercosul (emissora em UHF de Curitiba, afiliada a Record News) iniciou sua sabatina aos candidatos ao governo do Paraná em seus estúdios, no bairro do Vista Alegre. O primeiro a ser entrevistado foi o candidato Ogier Buchi, do Partido Republicano Progressita (PRP).

Em entrevista a jornalista Ligia Gabrielli, o candidato afirma que as antigas gestões tiveram bons projetos como o Leite das Crianças e que pretende dar continuidade ao que “deu certo” de acordo com ele. Sobre as acusações de ser um candidato-laranja, Buchi afirmou “Pra quem acha que sou um candidato laranja, tem problema de visão, pois sou um candidato amarelo e azul, as cores do meu partido”.

Candidato ao governo do Paraná Ogier Buchi abre sabatinas da Record News Paraná

Candidato ao governo do Paraná Ogier Buchi abre sabatinas da Record News Paraná

Buchi foi categórico ao afirmar que era contra o nepotismo, no entanto, foi questionado sobre seus dois filhos estarem em cargos governamentais atualmente. “Apenas possuo um filho no serviço público”. Visivelmente irritado, também respondeu sobre as acusações a uma impugnação que teria tentado contra sua adversaria Gleisi Hoffman, do Partido dos Trabalhadores (PT). “Não impugnei a coligação da senhora Gleisi Hoffmann, o que houve é que eles tinham um prazo para escolher o vice, porém, o Tribunal Regional do Paraná julgou que o prazo foi obedecido”, disse.

No mais, o candidato fez duras criticas ao pedágio, afirmando que os contratos são bilaterais e devem obedecer o principio da boa-fé, afirmando que no modelo atual, o cidadão está representando o estado. “Você acha que o valor que pagamos é um valor correto? O pedágio que é cobrado aqui do Paraná para Santa Catarina pelo governo federal é bastante compatível e razoável”.

Ao ser questionado sobre seu tempo no horário politico (52 segundos), o candidato afirmou que pela sua carreira televisiva, julga que o tempo é bom para mostrar suas propostas governamentais. No entanto, nos seus 1% de intenção de Ibope e 7% de rejeição, Ogier diz que não compreende os números. “Impossível ter a mesma rejeição do que os candidatos de partidos menores”.

A sabatina continua nessa terça-feira, recebendo o candidato a reeleição Beto Richa (PSDB) a partir das 19h.

 

Fechado para comentários.