Orquestra sinfônica comemora 28 anos

Por Tharcilla Hkunzicker

 

Fundada em maio de 1985, de um antigo sonho de vários músicos de Curitiba, a Orquestra Sinfônica do Paraná (OSP) completa 28 anos de existência. Com mais de 500 apresentações dentro e fora do Estado, a orquestra segue conquistando admiradores por onde passa.

Inicialmente composta por 61 músicos, selecionados por meio de concursos públicos nacionais, já que a OSP é uma entidade pública, atualmente ela possui 73 músicos. O grupo já realizou várias óperas e acompanhou o Balé do Teatro Guaíra em diversas produções além de contar com grandes maestros e solistas de renome.

Rubens Marques Farias, violinista da orquestra, diz que o principal desafio foi convencer os políticos de que a arte é necessária para a sociedade. “Apesar dos instrumentos serem de propriedade e responsabilidade dos músicos, uma orquestra não depende só de instrumentos para progredir, sem o apoio político esse sonho não teria como ser concretizado”, afirma Farias.

Atualmente, o maestro titular e também diretor artístico da OSP é Osvaldo Ferreira que pretende reconstruir a identidade sonora da orquestra, a integração com as demais áreas artísticas. A única membra fundadora da orquestra que ainda está no grupo, a violinista Eleni Bettes, coloca como um grande desafio do maestro essa nova identidade “ele é um projetor de ideias, ira alavancar a importância da orquestra no cenário nacional, declara Eleni.

Fechado para comentários.