Fitas cor de rosa são distribuídas no centro de Curitiba.
Outubro Rosa alerta sobre perigos do câncer de mama

 Paraná deve diagnosticar 3,5 mil casos da doença neste ano Por Kássio Pereira, Lucas Nogas e Sérgio Júnior

Outubro_rosa

Fitas cor de rosa são distribuídas no centro de Curitiba | Foto: Kássio Pereira

No mês de outubro, o rosa é a cor da moda no Paraná. Anualmente, órgãos públicos, empresas e diversas outras entidades se mobilizam em prol da campanha Outubro Rosa, criada para alertar a população sobre as formas de prevenir e combater o câncer de mama. Segundo o Instituto Nacional do Câncer (Inca), estima-se que o Brasil registre cerca de 57 mil casos novos de câncer de mama em 2014, sendo quase 3,5 mil somente no Paraná. Por isso, é necessário que a população tenha conhecimento sobre os sintomas, diagnóstico e tratamento da doença. Em Curitiba, diversos cartões postais ficam iluminados de rosa durante todo o mês para lembrar a população da importância de se discutir o tema. A iluminação especial pode ser vista no Jardim Botânico, Ópera de Arame, Palácio Iguaçu, Assembleia Legislativa do Paraná, Museu Oscar Niemayer e Prédio histórico da Universidade Federal do Paraná (Praça Santos Andrade), além de shoppings e outros prédios privados da capital. Diagnóstico precoce O secretário estadual da Saúde do Paraná, Michele Caputo Neto, revela que o maior desafio enfrentado atualmente é o diagnóstico precoce. “Precisamos conscientizar as mulheres a fazerem os exames de check-up e mamografia periodicamente. Desta forma, a doença será identificada mais cedo, o que possibilitará que aumente as chances de sucesso do tratamento”. A realização da mamografia de rastreamento é a melhor forma de diagnosticar a doença. O exame está disponível gratuitamente na rede pública de saúde e é indicado para mulheres com idade entre 50 e 69 anos. Para realizá-lo, basta solicitar ao médico durante uma consulta na unidade básica de saúde. De acordo com chefe do Departamento de Atenção às Condições Crônicas da Secretaria da Saúde do Paraná, Juliano Gevaerd, mulheres com idade acima de 35 anos e com fatores de risco também devem realizar o exame. “São pessoas que tem maior risco de desenvolver a doença. Por isso, também indicamos que elas realizem a mamografia a cada dois anos“, explica. Campanha O “Outubro Rosa” é um movimento internacional de mobilização contra o câncer de mama, realizado desde 1997 em todo mundo. No Paraná, o selo da campanha Outubro Rosa é o laço em formato de infinito. O símbolo foi escolhido para passar a mensagem de que o cuidado com o câncer de mama deve ser permanente.

Fechado para comentários.