(Divulgação/Brasil Onças)
PR terá sete atletas no Mundial de futebol americano

Copa do Mundo da modalidade acontece em julho, nos EUA

Por Thaise Borges

Sete atletas que atuam no Paraná estão entre 45 convocados pela Confederação Brasileira de Futebol Americano para representar o país na Copa do Mundo da modalidade, que acontece entre 8 e 18 de julho, em Canton, Ohio, nos Estados Unidos. A lista com os nomes foi anunciada no fim de abril.

Há nove estados diferentes cedendo jogadores para o selecionado, com destaque para o Rio de Janeiro, com 13 atletas. Paraná vem em seguida, com sete convocados, um a mais que aParaíba. Santa Catarina e São Paulo têm cinco representantes, enquanto o Mato Grosso tem quatro. O Distrito Federal conta com dois e Espírito Santo e Rio Grande do Sul, um cada.

Os jogadores que atuam no Paraná são Bruno Santucci (Coritiba Crocodiles), Lucas Nascimento (Coritiba Crocodiles), Cleverson Freitas (Coritiba Crocodiles), Delmer Zoschke (Coritiba Crocodiles), Henrique Rocha (Coritiba Crocodiles), Adan Rodriguez (Coritiba Crocodiles) e Eduardo Viana (Paraná HP). “Acredito que faremos uma boa apresentação. Teremos ótimos resultados e, quem sabe, até uma boa colocação neste mundial”, diz Henrique, safety-defensor do Coritiba Crocodiles.

Fundada em 2003, o Crocodiles é o principal time da modalidade no Paraná. Responsável pelo primeiro jogo com equipamentos completos do país e por realizar o primeiro confronto em terras estrangeiras, o time vem se destacando como uma das equipes mais talentosas e respeitadas do país.

A Copa do Mundo

A Copa do Mundo de Futebol Americano de 2015 é organizada pela Federação Internacional de Futebol Americano (Ifaf). Todos os jogos serão no tradicional estádio Tom Benson Hall of Fame, local que recebe todo ano o primeiro jogo da NFL.

O Brasil está no grupo B da competição, ao lado de França, Austrália e Coreia do Sul. No grupo A estão Estados Unidos, México, Japão e Canadá. A divisão se deu por base no ranking da Ifaf, e, como os brasileiros nunca disputaram uma competição oficial, estão em último lugar na lista.

Na primeira fase, as seleções jogam entre si e avançam às semifinais o primeiro colocado do grupo B e os três primeiros do grupo A. O quarto colocado da primeira chave se junta aos três melhores da segunda na disputa do quinto ao oitavo lugar. O Brasil estreia contra a França, e o vencedor desta partida enfrenta quem triunfar entre Austrália e Coreia do Sul, com o mesmo acontecendo aos perdedores.

Árbitro se destaca

Um jogo de futebol americano consiste em três equipes, sendo a terceira a equipe de juízes. Eles também usam uniformes, que é uma camisa com listas verticais brancas e pretas, calças brancas e um chapéu branco ou preto. Eles são os responsáveis pelo cumprimento das regras do jogo conforme determinadas pelo comitê de regras da Liga Nacional de Futebol Americano (NFL).

“Ser árbitro de futebol americano é algo único. Diferente do futebol, o respeito com a arbitragem é muito grande entre aqueles que estão no meio. É uma tarefa que exige empenho, dedicação e acima de tudo, estudo para se tomar a decisão certa nos momentos cruciais”, comentou Felipe Raicoski, árbitro da modalidade.

 

 

Fechado para comentários.