Mais de 87 casas serão entregues no município da Fazenda Rio Grande 
Foto: Julia Baggio
Procura por imóveis do Programa Minha Casa Minha Vida vem crescendo na cidade de Curitiba

No ano de 2013 as vendas de unidades estão aumentando

Julia Baggio

Em parceria entre o Governo Federal e o Governo do Paraná, a construção e as vendas de imóveis do programa estão crescendo gradativamente na capital. O projeto visa facilidades para quem quer comprar sua casa própria, como descontos, subsídios e redução do valor de seguros habitacionais, sendo esses um dos maiores motivos para o aumento de vendas do último ano. Só no estado do Paraná mais de 1.438 unidades do Minha Casa Minha Vida foram entregues no mês de julho.

A associação do governo também conta com empresas que visam o crescimento do mercado imobiliário para as classes mais baixas. De acordo com a coordenadora financeira da empresa JM&JM Empreendimentos, Christine Correia, as vendas de casas no ano 2013 é muito superior comparada ao ano anterior. “Em parceria com a Caixa Econômica, nossa empresa atua no desenvolvimento e execução dos projetos imobiliários focados nas classes C e D, tendo maior concentração no projeto Minha Casa Minha Vida, e no ultimo mês vendemos cerca de 180 unidades do programa, que comparado ao ultimo ano, é um valor 30% superior”, afirma.

Mais de 87 casas serão entregues no município da Fazenda Rio Grande  Foto: Julia Baggio

Mais de 87 casas serão entregues no município da Fazenda Rio Grande
Foto: Julia Baggio

“Os imóveis têm dois quartos, sala, cozinha e um banheiro. Todos os cômodos são revestidos com piso cerâmico. Os residenciais têm rede de água, esgoto, drenagem, energia elétrica, iluminação pública e pavimentação”, comentou o engenheiro José Mauricio de Oliveira, responsável pelas novas unidades da Região Metropolitana de Curitiba.

Facilidade aumenta a procura pelo programa

O Governo tem a intenção de beneficiar com as taxas especiais a população que mais precisa desta ajuda para conseguir adquirir imóvel próprio. De acordo com a comerciante Rosa Costa Dias, o programa beneficiou na hora da escolha da sua casa. “Sempre tive o sonho de ter algo próprio para mim e para minha família, e com esses benefícios, tive a oportunidade de realizar a compra da casa, e meu sonho”.

Ainda de acordo com a administradora Christine Correia, podem financiar unidades através do programa, as famílias que possuírem renda bruta até R$ 5.000. “Outra questão para que a procura seja grande é o benefício por subsídios para auxiliar no pagamento do imóvel, que podem chegar até R$ 25 mil”, completa.

 

Fechado para comentários.