Blogs e vídeos se tornam fonte de renda para jovens

Conheça três casos de ˜profissionais˜ da Internet.

Por Maria Carolina Oliveira

A rápida expansão da internet vem tornando comum a existência de “profissões virtuais”, como a de donos de blogs e vlogs (em vídeo) que ganham a vida produzindo e transmitindo conteúdo a partir do próprio ponto de vista. Assim, acabam conquistando muitos seguidores e certa fama no mundo digital. Os assuntos mais procurados pelos internautas e que representam nichos interessantes são moda, beleza, maquiagem, tutoriais, política, gastronomia e games.

Para conseguir certo prestígio nas redes sociais é necessário apresentar duas características principais: ter atitude e produzir conteúdo polêmico. A maioria dos internautas procura opiniões fortes sobre assuntos que considera importantes e que tenham grande repercussão, para concordar ou discordar dos argumentos expostos. Dessa forma, surgem os “admiradores online”.

Conheça, abaixo, três casos de blogueiros bem-sucedidos e que buscam fazer da atividade virtual uma fonte de renda e prestígio.

 

Coisas de Diva: blogueiras bem-sucedidas

O blog Coisas de Diva vem atuando nesse campo desde 2008. Ele é formado por três curitibanas – Sabrina, Marina e Thais – que dividem opiniões sobre maquiagem, beleza, cosméticos e moda. As três vivem apenas do trabalho que produzem no blog.

As meninas optaram por deixar o emprego e se dedicar totalmente ao trabalho que produzem na internet. A jornalista Thais Marques, 28 anos, diz que a profissionalização foi um passo importante para o reconhecimento e a resposta que o público vem dando ao blog. “Acho que o momento crucial, para nós, foi quando entramos em domínio próprio, com layout que permitia a inserção de banners e com características mais profissionais. Isso foi em 2010. Tiramos fotos de divulgação e já estávamos recebendo propostas de empresas para anunciar. Então montamos nosso mídia kit e também criamos a empresa em sociedade para formalizar as negociações”.

 

Tudo Orna: postagens e trabalho em família

Produzido pelas irmãs curitibanas Bárbara, Débora e Julia Alcântara, o blog Tudo Orna é resultado de um trabalho em família. As três, como a maioria dos blogueiros que conquistam reconhecimento, largaram tudo para viver unicamente do site. As postagens trazem conteúdo sobre beleza, moda e dicas de maquiagem, mas também sobre fotografia e eventos. Segundo elas, a motivação para a criação do blog foi inspirar leitores.

“Funciona como uma empresa normal. Oferecemos serviços em publicidade e recebemos por eles. Temos uma tabela de preços por cada ação, publipost (que são postagens patrocinadas), look do dia, vídeos, banners e Instagram. Então, a empresa escolhe quais ela quer fazer, fechamos o valor final e emitimos um boleto ou ela faz uma transferência para nossa conta”, explica Bárbara, 29 anos.

A blogueira também conta sobre algumas características do trabalho. “É necessária muita disciplina para se manter focada, pois quem faz seus horários é você mesmo. Trabalhar em família é muito vantajoso pela confiança e afinidades”.

 

Portal Quase Tudo: em busca de reconhecimento

Um bom exemplo de busca por reconhecimento no mundo virtual é o Portal Quase Tudo. Com quase um ano de existência, o site, que apresenta tanto conteúdo de texto quanto de vídeo, é produzido por seis pessoas. Entre elas está Álvaro Henrique, 22 anos, que fala sobre os prós e contras de produzir conteúdo on-line. “O pró é que existe muito conteúdo. E o contras é a dificuldade para disseminar esse conteúdo”.

O portal vem ganhando espaço e novos admiradores por meia de indicações de amigos. A equipe é muito unida e, apesar de portal não estar abrindo oportunidades profissionalmente, eles já possuem parcerias para cobrir eventos. “Fizemos muitos contatos, mas normalmente trocamos os serviços por divulgação. Assim, ajudamos a divulgar outros trabalhos. Essa ideia de parcerias ajuda bastante no começo: todo mundo sai ganhando”, conta Lucas Stocchero, 27 anos.

Fechado para comentários.