Aumento foi maior em comparação com 2012
Foto: Pedro Melo
Viajar de ônibus para fora do estado está mais caro

Ajuste no preço das passagens será de quase 7%

Pedro Melo

A Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT) permitiu que as empresas com linhas interestaduais e internacionais realizassem um reajuste de 6,98% nas passagens de longa distância, com mais de 75 km de distância, segundo a resolução publicada no Diário Oficial da União. No ano passado, o aumento foi de apenas 2,77%.

Isso vem acontecendo, por exemplo, em uma viagem de Curitiba para São Paulo, pela empresa Corneta em um ônibus convencional, custava R$ 67,00 e agora o usuário terá que desembolsar R$ 71,69. Caso a escolha seja por um ônibus leito, com um pouco mais de conforto, o preço passou de R$ 119,00 para R$ 127,33.

Aumento foi maior em comparação com 2012 Foto: Pedro Melo

Aumento foi maior em comparação com 2012
Foto: Pedro Melo

Para jornadas mais longas, como da capital paranaense para Porto Velho, em Rondônia, pela empresa Eucatur, o cliente terá que gastar R$ 31,26 a mais. A passagem, que custava R$ 446,45, agora está R$ 477,71.

Em relação às viagens internacionais, o consumidor também terá que gastar um pouco mais. Pela empresa Pluma, uma viajem para a Buenos Aires, na Argentina, passou de R$ 321,50 para R$ 344,00 e para Santiago, no Chile, uma passagem que antes custava R$ 372,50, agora com o reajuste custa R$ 398,57.

Arte: Pedro Melo

Arte: Pedro Melo

Para quem viaja com frequência, o aumento nas passagens faz diferença financeiramente. “Para mim, que preciso ir no mínimo três vezes por mês para Santa Catarina a trabalho, vai começar a ficar um pouco mais pesado no bolso”, declarou o pedreiro Orli Rodrigues.

Em nota oficial publicada em seu site, a ANTT explicou que o coeficiente tarifário foi calculado com base nos índices de reajuste do Índice Nacional dos Preços do Consumidor (INPC), do Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA) e do óleo diesel. Além disso, ressaltou que sobre o valor também incidem impostos e as tarifas de pedágio.

Equipe: Luciano Simão, Pedro Melo, Roberto Rohden e Vithor Marques.

Fechado para comentários.