Em Morretes, o grupo de estudantes aproveitando o sol
Welcome to Brazil

O grupo I Exchange da PUCPR levou os alunos intercambistas da universidade, neste final de semana, à um bate-volta para a cidade de Morretes

Laís Holzmann

Em Morretes, o grupo de estudantes aproveitando o sol

Em Morretes, alunos se despedem da cidade          Foto: Laís Holzmann

Para quem acorda cedo todos os dias da semana, nada mais difícil do que levantar às 7h num domingo. Foi, com muito sono e frio, que os alunos intercambistas da PUCPR se encontraram  na manhã de domingo (18) para uma divertida viagem à Morretes, litoral do Paraná.

De saída programada para, pontualmente, 8h, o ônibus já estava lotado quando partimos em direção à estrada rumo à cidade de Antonina, onde faríamos uma breve parada.

Após 1h entre conversas nas mais diversas línguas, um pouco de bagunça e animação, desembarcamos à beira da Baía de Antonina. O passeio de barco,  de onde pudemos apreciar a vista da serra do mar e dos manguezais, beirando a maior reserva de Mata Atlântica do Brasil, foi muito bonito e rendeu bons momentos. Acabado o passeio, todos experimentaram um saboroso caldo-de-cana e saíram buscando as melhores fotos da cidade.

Voltando à estrada, agora rumo à Morretes, a fome já apertava e o tradicional barreado estava à nossa espera. Passados longos vinte minutos, chegamos na cidade. O restaurante, que já nos aguardava com a comida no fogão, nos recebeu calorosamente com uma surpreendente demonstração de como se deveria comer o prato típico, arrancando risadas de todos.

Depois, muitos satisfeitos, saímos todos para conhecer a cidade. Feiras de artesanato e doces espalhados pela praça, lojinhas por todos os lados, passeio de caiaque, mergulho na água fria – que foi, com certeza, o acontecimento mais divertido do dia. Mais tarde, já um pouco cansados, sentamos na grama à beira do rio e a conversa foi longe, todos riram e se conheceram.

O tempo passou rápido e logo era hora de voltar para casa, então nos despedimos da linda cidade, e guardamos ótimas lembranças.

“A viagem à Antonina e Morretes foi legal demais! O passeio de ônibus foi confortável e deu pra ver lindas paisagens. Definitivamente é um passeio obrigatório!”, afirma a aluna de odontologia Carla Salcedo, de  Lima, Peru.

Sobre o I Exchange

Com o interesse de ajudar e integrar os estudantes de intercâmbio na cultura e vida estudantil brasileira, foi criada em 2012, por alunos da PUCPR, a associação I Exchange.

Mariani Fangueiro, graduada em administração e uma das fundadoras do grupo, explica o funcionamento da associação: “o I Exchange surgiu a partir de uma idéia. Quando eu fiz intercâmbio na França pela PUCPR em 2012, fui muito bem acolhida e integrada por um grupo de estudantes da universidade local. Eles eram uma “association” que tinha a finalidade de ajudar os intercambistas na chegada, integração, promoção de eventos e viagens etc”, conta.

O grupo convida qualquer estudante interessado, a ser um “buddy”. O “Buddy Program” te dá a oportunidade de ajudar os estudantes estrangeiros a conhecer a cidade, aprender a língua e a cultura do Brasil e também apoiá-los dentro do espaço acadêmico.

Sobre o trabalho realizado pela associação, Aline Fabienski, membro do grupo, dá seu depoimento: “Durante o semestre, com a convivência, organizando atividades, e às vezes só indo em um churrasco, notamos que a diferença cultural nos traz e nos ensina muitas coisas – boas e ruins – mas em quase um ano de grupo, pude descobrir coisas no meu próprio país, que nunca prestei atenção e que achava simplesmente normal ou chato! Mas que para outros, é praticamente a décima maravilha da natureza!”.

Fechado para comentários.