Especial Seleções – Rússia

RUSRÚSSIA 

Continente: Europa
Capital: Moscou
População: 143,5 milhões
Nº participação em Copas: 10 (7 delas como União Soviética)
Melhor campanha: 4º lugar em 1966 (com a seleção da URSS)
Ranking da FIFA: 18º
Expectativa: Eliminado nas Oitavas de final

A seleção russa vem ao Brasil com a intenção de surpreender no país do futebol. Possuindo uma história pouco significativa em Copas do Mundo, os russos vão participar pela terceira vez apenas, sendo sua ultima aparição no Mundial de 2002 no Japão/Coreia do Sul. Contando com um técnico experiente, Fábio Capello, e uma nova safra de jovens promessas, o time aposta na sua maior qualidade, o jogo coletivo, para chegar mais longe e alcançar sua melhor participação da história.

Uma fria história

O fato da antiga URSS não existir mais é essencial para entender a falta de tradição da equipe. Durante o tempo do socialismo no país (1922 – 1991), em sete oportunidades o país foi representado em uma Copa, mas com o nome de Seleção Soviética, reunindo jogadores de 14 países e mais a Rússia. Com isso, a quantidade de talentos para confeccionar o time era maior, mas com o declínio da União Soviética, esse método foi extinto.

Além disso, a liga de futebol russa ainda está em uma fase de crescimento, a cada ano o investimento ficar maior e vem aprimorando a qualidade dos clubes, contudo, falta um longo caminho até ela ser considerada uma das principais do mundo.

Justamente por não contar com muitos craques, o treinador italiano Capello aposta no entrosamento de seus jogadores. Por isso convocou 23 jogadores que atuam na Liga Russa.

Esse fator de “proximidade” entre os seus comandados ajudou a seleção a conseguir sua classificação em primeiro lugar do seu grupo nas eliminatórias, deixando para trás  Portugal, de Cristiano Ronaldo.

A sua vinda ao Brasil também é uma preparação para o futuro e servirá de experiência para muitos jogadores que estão presentes no atual elenco. Optou por levar jogadores mais jovens e deixar Arshavin e Pavlyuchenko (mais experientes) de fora da lista. Por isso, os brasileiros poderão ver um time renovado e que visa se preparar para a Copa de 2018, que será disputada na própria Rússia.

RUSSIA

Igor Akinfeev (Divulgação/Site oficial da Seleção da Rússia)

O craque: Igor Akinfeev

O destaque do time é no setor defensivo, com o goleiro do CSKA Moscou, Igor Akinfeev. Com 28 anos de idade ele é um dos mais experientes da seleção, sendo que desde 2004 é constantemente convocado para defender o seu país. Ele foi essencial para a boa campanha nas eliminatórias para a Copa, levando 5 gols em 10 partidas e garantindo a vaga. Protege a meta do atual líder do campeonato russo, o CSKA Moscou e será vital para sua equipe chegar longe no Mundial.

Dzagoev

Alan Dzagoev (Divulgação/Site oficial da Seleção da Rússia)

Fique de olho: Alan Dzagoev

Meia que sabe chegar ao ataque e aparece muito quando joga com a camisa de sua seleção.

 

Convocados:

Goleiros: Akinfeev (CSKA Moscou), Lodygin (Zenit) e Ryzhikov (Rubin Kazan).

Defensores: Berezutsky (CSKA Moscou), Ignashevich (CSKA Moscou), Shchennikov (CSKA Moscou), Granat (Dínamo de Moscou), Kozlov (Dínamo de Moscou), Yeshchenko (Anzhi Makhachkala), Kombarov (Spartak Moscou) e Semenov (Terek Grozny)

Meio-campistas: Denisov (Dínamo de Moscou), Zhirkov (Dínamo de Moscou), Dzagoev (CSKA Moscou), Shirokov (Krasnodar), Glushakov (Spartak Moscou), Faizulin (Zenit) e Shatov (Zenit)

Atacantes: Kerzhakov (Zenit), Ionov (Dínamo de Moscou), Kokorin (Dínamo de Moscou), Kanunnikov (Amkar Perm) e Samedov (Lokomotiv Moscou).

Uniformes:

10341583_537443436361019_5941863489972925078_n

Confira o caminho da Rússia, aqui!

Fechado para comentários.