Marcação do Itagui foi destaque no 2º tempo e anulou o ataque paranaense (Foto: Divulgação/ Site do Coritiba)
Coxa joga mal, perde e demite dois de uma vez

Time joga mal e se complica na sul-americana. Após protestos da torcida, Marquinhos Santos e Felipe Ximenes foram demitidos

Vithor Marques

Em partida válida pela oitavas de finais da Copa Sul-Americana, bem que o Coritiba tentou com muitas bolas alçadas na área. Mas em uma falha de Chico, aos 24 segundos do segundo tempo a derrota coxa-branca foi sacramentada. Com o revés por 1 a 0 em casa frente ao Itaguí, da Colômbia, o alviverde precisa de uma vitória por mais de dois gols para se classificar. Marquinhos Santos e Felipe Ximenes foram demitidos.

Marcação do Itagui foi destaque no 2º tempo e anulou o ataque paranaense (Foto: Divulgação/ Site do Coritiba)

Marcação do Itagui foi destaque no 2º tempo e anulou o ataque paranaense (Foto: Divulgação/ Site do Coritiba)

Primeiro tempo morno

O primeiro tempo teve poucas chances. O time colombiano que veio à Curitiba para se defender, fechava o meio de campo e não assustava. Já o Coxa errava muitos passes, principalmente com Lincoln e Robinho.

No começo da partida, Vitor Júnior e Robinho pararam no goleiro Osvaldo Cabral. O Itaguí pressionava no campo de ataque, não deixando espaços. A partir dos 20 minutos, o Coritiba dominou a partida, mas seu ataque foi inoperante. Só assustou após uma cobrança de escanteio, em que Bonfim cabeceou e Mosquera salvou em cima da linha. Depois de uma cabeçada de Robinho para fora, o primeiro tempo terminou com a torcida gritando “raça” para os jogadores.

No intervalo, Marquinhos Santos tirou o apagado Lincoln e colocou Dudu, para dar ares novos ao meio-campo alviverde.

Começa o segundo tempo e…

Gol do Itaguí. Aos 24 segundos, após bola recuada de Victor Ferraz, Chico não consegue dominar e ela sobra limpa para o atacante Mena, que com a perna esquerda toca rasante para o canto esquerdo do goleiro Vanderlei.

Depois do gol, só deu Coritiba. O time colombiano jogava com oito jogadores fixos na defesa. Chico teve chance de marcar, mas cobrou falta na barreira. Robinho parou no goleiro Cabral. Até Alex estava apagado. Nada dava certo para o Coritiba.

Marquinhos Santos ainda sacou Jânio e Escudero, para a entrada de Zé Rafael e Júlio César. Porém, nada mudou. O Coritiba apostava em bolas aéreas, sendo que a dupla de zaga do Itaguí era alta. Muitos passes errados dificultavam as ações ofensivas do Coxa.

No fim do jogo, a torcida se irritou. Chamava o time de “pipoqueiro”, cantava palavras de ordem contra Marquinhos Santos e Felipe Ximenes. Os protestos foram ouvidos e Marquinhos Santos e Felipe Ximenes foram demitidos.

Jogo de volta

O jogo de volta está marcado para 24 de outubro, uma quarta-feira, no estádio Parque Sur Envigado, em Envigado, na Colômbia. O time coxa-branca precisa vencer por dois gols de diferença. Caso o Coritiba vença por 1 a 0, a decisão será por pênaltis. Vitórias com diferença de um gol, exceto 1 a 0, classifica o Coritiba, pelos gols marcados fora de casa. Empate ou vitória dos colombianos eliminam o time paranaense.

Equipe: Luciano Simão, Pedro Melo, Roberto Rohden e Vithor Marques.

Fechado para comentários.