Paraná vacila na Vila e praticamente dá adeus a disputa pelo Acesso

Tricolor perde em casa para a Chapecoense e vê sonho do Acesso muito distante. Equipe catarinense precisa de um empate para garantir sua vaga na Série A

Gabriel Sawaf

Parecia difícil de imaginar que hoje o Paraná estaria fora da briga pelo Acesso. Pois o improvável está acontecendo. Na noite desta terça-feira (12), o Tricolor foi derrotado por 1 a 0 pela Chapecoense, na Vila Capanema, e caiu para a 10ª posição, ficando a cinco pontos do G4, faltando nove para ser disputados. Agora a equipe da capital precisa vencer os seus três jogos restantes e torcer por uma combinação de resultados. Já o Verdão do Oeste precisa somar um ponto para garantir o acesso, mas mesmo com a vaga não garantida matematicamente, jogadores e comissão técnica fizeram a festa após o apito final.

O jogo

Necessitando da vitória, o Paraná foi para cima, tentando marcar um gol logo de cara. Mas a equipe da Chapecoense estava bem postada atrás, segurando os ataques do time da Vila e tendo uma saída de bola muito rápida. O Tricolor conseguiu furar a defesa visitante com Reinaldo, mas o atacante se desequilibrou e errou o alvo. Em saídas rápidas, a Chape surpreendeu, com chutes de Ângelo e Potita, exigindo grandes defesas do goleiro Marcos. Antes do final da primeira etapa, Dado Calvacantti perdeu Moacir, machucado, colocando Roniery em seu lugar.

Assim como no primeiro tempo, o Paraná voltou pra cima, mas em uma bobeada na defesa viu Marcos salvar mais uma vez em chute de Ângelo. Depois, o Tricolor foi para a pressão, Reinaldo, Edson Sitta e Henrique tentaram, mas pararam no goleiro Nivaldo, que fez verdadeiros milagres. Precisando da vitória, o treinador paranista colocou Luizinho e JJ Moralles em campo. Porém, o time se mostrava muito nervoso e não conseguia acertar o último passe. Moralles ficou duas vezes cara a cara com o goleiro adversário, mas desperdiçou as oportunidades. Se fechando atrás, a Chapecoense tentava chegar nas bolas paradas, e assim chegou no seu gol. Aos 31 minutos, Paulinho Dias bateu falta na cabeça de Bruno Rangel, e o artilheiro da Série B marcou o seu 28º gol na competição e o gol que deixou a Chape a um passo da Série A. O gol foi um balde de água fria no Tricolor e na sua torcida, que desanimaram e ficaram esperando o fim do jogo.

Na próxima rodada o Paraná visita o Sport, jogando suas últimas fichas de tentar brigar pelo Acesso. Já a Chapecoense precisa de um empate para garantir matematicamente a sua vaga na Série A.

Paraná foi derrotado pela Chapecoense e viu as chances de Acesso quase zerarem Foto: Divulgação Paraná Clube

Paraná foi derrotado pela Chapecoense e viu as chances de Acesso quase zerarem
Foto: Divulgação Paraná Clube

Ficha Técnica

Paraná Clube 0 x 1 Chapecoense-SC

Data: 12/12/2013, às 19h30

Local: Estádio Durival Britto e Silva (Vila Capanema), Curitiba/PR

Árbitro: Leandro Bizzio Marinho (SP)

Assistente 1: Vicente Romano Neto (SP)

Assistente 2: Daniel Paulo Ziolli (SP)

Paraná Clube: Marcos; Moacir (Roniery), Brinner, Alex Bruno e Henrique; Edson Sitta, Ricardo Conceição, Lúcio Flávio e Paulinho Oliveira; Paulo Sérgio (Luisinho) e Reinaldo (JJ Morales).

Técnico: Dado Cavalcanti.

Chapecoense: Nivaldo; Alemão, Rafael Lima, Dão e Fabinho Gaúcho; Wanderson, Paulinho Dias, Diego Felipe e Augusto (Radar); Potita (Caion) e Bruno Rangel (Murilo).

Técnico: Gilmar Dal Pozzo.

Gol: Bruno Rangel (CHA).

Público pagante: 4.452 | Público total: 4.982 | Renda bruta: R$ 68.910,00.

Cartões amarelos: Alex Bruno (PAR); Potita, Paulinho Dias (CHA).

Equipe: Gabriel Sawaf e Fernando Detoni

Fechado para comentários.