Produção de energia através de painéis solares é uma alternativa em tempos de crise

A obtenção do sistema dá resultados a longo prazo e protege as residências contra possíveis aumentos nos custos de energia elétrica

Por:  Júlia Detoni| Foto: Aline Bellino

wp_20160927_15_36_24_pro

 

A geração de energia através de painéis solares tem se tornado uma alternativa compensadora para aqueles que visam diminuir os impactos ambientais e também diminuir custos. Cada vez mais residências, especificamente, têm investido na implantação destes painéis, com um investimento financeiro que promete dar retorno. O Paraná é o quinto estado do país em número de residências com geradores de energia solares, com 459 instalações. Minas Gerais é o estado com o maior número de estruturas: 1226.

De acordo Luiz Gustavo Kawahara, sócio-diretor da empresa Egnex, especializada em novas formas de energia como a solar, no mês logo após a instalação já é possível notar resultados positivos para a economia da residência. Ele conta que os sistemas solares são escaláveis e seus valores começam em torno de R$17 mil, para os menores.

Já o tempo de retorno financeiro varia de acordo com o tamanho da estrutura. “Sistemas menores tendem a dar retorno em nove anos, mas com sistemas grandes o resultado pode ser obtido em até seis” diz. Quanto maior a estrutura, menor o custo em reais por kWh, ou seja: o valor do sistema quando dividido pela sua potência diminui progressivamente.

Além disso, Luiz Gustavo conta que a obtenção do sistema é uma boa alternativa econômica, com resultados a longo prazo, ainda mais em tempos de crise. “Quem instala painéis solares em sua casa se protege de eventuais aumentos nas tarifas de energia elétrica”.

Marcelo Talevi, engenheiro elétrico, possui painéis solares em sua casa há cerca de cinco meses e conta que os principais motivos que o levaram a optar por essa forma de produção de energia foram a economia e a preservação do planeta. “Temos que fazer algo pelo meio ambiente, todos têm”, comenta.

Seu investimento foi de R$31 mil e segundo ele, o tempo de retorno financeiro está de acordo com o que é passado pela empresa que contratou, que é de cinco anos. Contudo, Marcelo conta que “como a demanda de energia e o preço também, a esperança é de um retorno em menos tempo”. A economia varia de acordo com a quantidade de luz solar no mês, mas é em média R$400.

 

Como funcionam os painéis solares

A usina solar é uma forma de obtenção de energia ecológica, que capta a luz do sol e a transforma em energia, sem causar danos ao meio ambiente. Atualmente, existem dois tipos de usina solar: as fotovoltaicas e a heliotérmicas. As usinas fotovoltaicas geram energia elétrica através de células fotovoltaicas, que são feitas a partir de materiais capazes de transformar energia solar em energia. Já as usinas heliotérmicas geram energia de forma indireta, pois primeiramente o calor do Sol é captado e armazenado para somente depois virar eletricidade. Nesse tipo de usina, são usados espelhos que que refletem a luz solar para um único ponto, onde há um receptor.

Fechado para comentários.